Home / Curiosidades / 10 cientistas malucos que entraram para a história

10 cientistas malucos que entraram para a história

10 Cientistas malucos que entraram para história

Como diria Martin Gardner, escritor de matemática recreacional e literatura de divulgação científica, “a ciência moderna realmente deve estimular em todos nós uma humildade perante a imensidão do inexplorado e a tolerância por hipóteses malucas.”

Assim como grandes cientistas fizeram descobertas que mudaram a forma como enxergamos o mundo, também carregavam em si uma personalidade maluca, guiada pelo seu próprio ritmo.  A seguir, vamos apresentar 10 figuras hiper-inteligentes e super originais que entraram para a história de uma forma inusitada.

  1. Johann Konrad Dippel

O alquimista do século 17, nascido e criado no Castelo de Frankenstein na Alemanha, passou a ser conhecido como o inventor do ‘Azul da Prússia’, um dos primeiros corantes químicos sintéticos. Porém, o seu nome ficou ainda mais famoso pela sua característica marcante de buscar, interminavelmente, por elixires da imortalidade. Dizem que a inspiração do personagem lendário de Mary Shelley, que levou o nome do castelo, surgiu por meio de experimentos com cadáveres humanos.

Johann Konrad Dippel
Johann Konrad Dippel
  1. Robert Oppenheimer

Robert Oppenheimer foi responsável pelo Projeto Manhattan, que desenvolveu a bomba atômica americana. Sua falta de simpatia pelo socialismo e seus sentimentos contraditórios em relação ao lançamento das bombas atômicas comprometeram o seu poder acadêmico e político.

Robert Oppenheimer
Robert Oppenheimer
  1. Wernher Von Braun

Essa figura inusitada, aos 12 anos, carregou seu carrinho de brinquedo com um tipo de fogo de artifício e o disparou por uma rua movimentada da Alemanha.

A verdade é que o seu cérebro estava por trás do programa de foguetes V-2 de Hitler que chegou aos Estados Unidos como prisioneiro de guerra e se tornou o campeão do espaço e da exploração lunar no país. Von Braun também dominou o mergulho e a filosofia, enquanto enviava pessoas à lua.

Wernher Von Braun
Wernher Von Braun
  1. Freeman Dyson

Freeman Dyson era um físico nuclear e prolífico escritor. Essa figura acreditava que existia vida extra-terrestre e que, dentro de poucas décadas, seria feito contato com elas. No ano de 1960, ele defendia a ideia de que os humanos do futuro talvez precisassem construir uma estrutura artificial, hoje chamada Esfera de Dyson, que circundaria o sistema solar inteiro e faria uso máximo da energia do Sol.

Freeman Dyson
Freeman Dyson
  1. Jack Parsons

Em meio aos seus afazes, Jack Parsons ajudava a fundar o Laboratório de Propulsão a Jato e praticava mágica. Suas características peculiares e misteriosas mostraram sua rebeldia e o tamanho do seu talento natural.

Parson não teve educação formal, mas conseguiu desenvolver um combustível de foguetes que orientou os Estados Unidos pela Segunda Guerra Mundial e pelo espaço. Seus últimos suspiros foram dados durante um experimento de laboratório em sua casa, onde ouve uma explosão, no ano de 1952.

Jack Parsons
Jack Parsons
  1. Richard Feynman

Essa figura se tornou um dos mais importantes cientistas do final do século XX. O físico era integrante da equipe de gênios do Projeto Manhattan. Sua didática era bem diversificada, longe de ser um típico professor convencional. Sua alma era livre e explorava os diversos recursos da música e da natureza.

Richard Feynman
Richard Feynman
  1. James Lovelock

Lovelock era um moderno cientista ambiental, que inventou a Hipótese Gaia. Sob os seus olhos, o mundo era visto como um super-organismo. Ao longo de suas contribuições para a ciência, apresentou previsões terríveis sobre mudança climática em nosso planeta, que em muitos casos se tornaram realidade.

James Lovelock
James Lovelock
  1. Leonardo da Vinci

Leonardo da Vinci se tornou conhecido pelas pinturas de suas obras de arte que foram umas das mais reverenciadas na Renascença. Mesmo em meio ao seu trabalho artístico, encontrava tempo para explorar a excentricidade dentro de si.

Leonardo da Vinci
Leonardo da Vinci
  1. Nikola Tesla

Tesla nasceu durante uma violenta tempestade elétrica em 1856 e se tornou conhecido por ter inventado o rádio e os geradores de corrente alternada que iniciaram a era da eletricidade. Essa figura também é lembrada como um gênio da magia que dormia pouco e adorava fazer um bom espetáculo, sendo que muitas vezes usava seu próprio corpo como condutor em apresentações públicas.

Nikola Tesla
Nikola Tesla
  1. Albert Einstein

A começar pelo seu cabelo, Einstein era um cara maluco. Como bem se sabe, ele é considerado um dos mais celebrados cientistas do século passado, que virou a física de cabeça para baixo por meio de suas teorias da relatividade, além de ter feito enormes contribuições nas áreas de gravitação e teoria quântica.

Albert Einstein
Albert Einstein