Home / Disciplinas / Geografia / Mata Atlântica

Mata Atlântica

Por onde se estende? Quais são suas ameaças? Saiba um pouco sobre a primeira formação florestal que os portugueses encontraram quando chegaram ao Brasil.

Mata Atlântica

A Mata atlântica é uma das maiores florestas tropicais do mundo. Tem esse nome, por que sua área de abrangência original percorre toda a costa brasileira, que é banhada pelo oceano Atlântico, indo até o Paraguai e Argentina.

Sua vasta abrangência altitudinal é responsável por sua grande heterogeneidade estrutural e sua área original cobria 150.000,00ha, no entanto, hoje apenas cerca de 10% persiste.

Por ser o cartão de visitas biológico dos povos que colonizaram o Brasil, a Mata Atlântica pereceu muito com a intensa exploração trazida, em sua maior parte, pelos europeus.

Hotspot

A Mata Atlântica, juntamente com o Cerrado, é considerada um hotspot da biodiversidade. O que significa hotspot ? Hotspot é uma classificação dada aos biomas mais ameaçados pelo homem no planeta Terra. São biomas que apresentam grande perda de sua área original (geralmente valores próximos ou superiores a 90%), mas também uma grande quantidade de endemismos, ou seja, espécies que só ocorrem naquele bioma. Se a relação entre esses dois fatores for alta (ambiente com altos fatores de destruição e endemismo), o bioma pode ser considerado um hotspot.

Mapa com os remanescentes da antiga área original da Mata Atlântica
Mapa com os remanescentes da antiga área original da Mata Atlântica (Fonte: SOS Mata Atlântica)

A degradação da Mata Atlântica vem trazendo consigo problemas para sua fauna e flora, deixando algumas espécies, principalmente as endêmicas, em alto risco de extinção. Hoje, mais de 500 espécies de plantas e vertebrados ocorrentes na Mata Atlântica, estão incluídas em algum grau de ameaça de extinção.

Espécies como o mico-leão-dourado (Leontopithecus rosalia) e macaco-prego-do-peito-amarelo (Sapajus xanthosternos) só existem nesse bioma e ambas corem risco de desaparecerem no futuro.

Visando proteger as áreas remanescentes de Mata Atlântica, foram e ainda são criadas unidades de conservação para que ainda existam locais onde essas espécies ameaçadas possam se refugiar e se abrigar de influências antrópicas degenerativas.

A Mata Atlântica é um dos biomas que possuem o maior número de reservas conservacionistas do Brasil e foi o que recebeu o primeiro Parque Nacional estabelecido legalmente na história do nosso país, o Parque Nacional de Itatiaia, localizado entre o Rio de Janeiro e São Paulo.

O Parque Nacional de Itatiaia foi criado em 14 de junho de 1937, por decreto de lei assinado pelo então presidente na época, Getúlio Vargas. Desde então, mais de 500 unidades de conservação foram estabelecidas na Mata Atlântica afim de conservar e/ou preservar a diversidade que ainda resta deste bioma.

Futuro da Mata Atlântica

O futuro da Mata Atlântica é incerto, no entanto várias estratégias conservacionistas são desenvolvidas anualmente para que os fragmentos restantes desse bioma sejam conservados. Atualmente as regiões com a maior porcentagem de Mata Atlântica conservada são a Serra do Mar (36,5%), a Bahia (17,7%) e os Brejos nordestinos (16%), no entanto, pensando a nível de país o diagnóstico é um pouco mais pessimista.

Somente 1,62% de toda a extensão da Mata Atlântica se encontra em áreas protegidas. O desenvolvimento e execução de estratégias de conservação é fundamental para que reduza o nível de perca da diversidade extremamente rica que a Mata Atlântica abriga,ou então, daqui uns anos a grandiosa primeira vista que os portugueses tiveram do Brasil será apenas uma nota de rodapé nos livros de biologia.

Paulo Ribeiro
Biólogo, Mestre em Zoologia Aplicada