Home / Carreiras & Profissões / Quanto ganha um Estilista ou Design de Moda?

Quanto ganha um Estilista ou Design de Moda?

Descubra quanto ganha um estilista ou design de moda o seu salário e média salarial. Veja também áreas de atuação do profissional e o mercado de trabalho.

Design de Moda

Acompanhar as novas tendências de moda é um hábito comum entre pessoas que gostam de investir no seu estilo. Cada estação do ano exige certa revirada no guarda-roupa, momento em que as antigas peças dão lugar a novos figurinos. Junto com o lançamento das novas coleções, que estampam as vitrines dos centros de compras, surge o desejo de consumo.

É nesse cenário, de produção, criatividade e tendências, que entram em ação os profissionais da moda: Estilistas e Design de Moda. Eles criam coleções de roupas e acessórios, tudo isso para atender as expectativas do mercado moderno, que incluem consumidores de todos os estilos e classes sociais.

Uma das características principais do profissional é a criatividade, mas as suas habilidades não param por aí. É preciso ainda conhecer sobre modelagem, desenho e ser um bom pesquisador para identificar estilos e tendências.

Além das passarelas glamorosas que exibem os looks produzidos por profissionais que trabalham com alta costura, os Estilistas ou Designers de Moda também podem atuar na criação de coleções para lojas de roupas e acessórios. Nesse cenário, também existem especialistas proprietários de ateliês de renome internacional.

De uma forma geral, o processo de criação exige do profissional um longo período de dedicação. Geralmente, são necessários muitos meses para desenvolver uma coleção, que vai desde a criação e pesquisa, produção das peças, definição e preparação dos modelos, até os ensaios finais.

Formação em Moda

Há uns anos atrás, bastava ter aptidão com o mundo da moda para trabalhar como Estilista ou Design de Moda no Brasil. Atualmente, em um cenário mais profissionalizado, as exigências se tornaram bem maiores. Por essa razão, os cursos técnicos e superiores relacionados a esse campo ganharam mais espaço.

Mas, antes de escolher o curso ideal, é importante identificar o seu perfil profissional e em que área da moda deseja atuar. Tanto o curso técnico (duração média de 3 anos) quanto o superior (duração média de 4 anos) oferecem carreiras voltadas para estilismo, modelagem ou negócios e produção.

Por conta do amplo desenvolvimento do setor, atualmente existem diversas faculdades públicas e privadas espalhadas por todo o País que oferecem cursos superiores de Moda. Entre as nomenclaturas das graduações estão:

  • Design de Moda
  • Moda, Design e Estilismo
  • Negócios da Moda
  • Têxtil e Moda

Quanto Ganha um Estilista e Designer de Moda?

Ao assumir o cargo o inicial de assistente de moda, o profissional recebe, em média, R$ 1.000 por mês. Por sua vez, ao atuar como Estilista ou Designer de Moda a média salarial sobe para R$ 3.000 mensais.

De acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho, os valores oscilam de acordo com a área de atuação e a região. O menor valor é de R$ 2.300 e o maior valor é de R$ 5.000. O Banco Nacional de Empregos (BNE) explica que o tempo de experiência do profissional influencia na média salarial. Confira:

  • Recém formado (até 2 anos de experiência): R$ 2.327
  • Júnior (2 a 4 anos de experiência): R$ R$ 2.676
  • Pleno (4 a 6 anos de experiência): R$ R$ 3.078
  • Sênior (6 a 8 anos de experiência): R$ 3.501
  • Master (mais de 8 anos de experiência): R$ 4.027

As principais oportunidades de trabalho para o profissional estão concentradas nas grandes empresas de varejo de moda. Algumas redes de confecções chegam a oferecer salários entre R$ 5.600 a R$ 9.100.

Em outro cenário, principalmente que envolve grifes famosas, a remuneração oferecida chega até R$ 25.000. Nesses casos, a aceitação e reconhecimento do trabalho do profissional contam muito.

Mercado de trabalho para um Estilista

Para quem deseja atuar nesse setor, a boa notícia é que o estilismo no Brasil tem crescido muito nas últimas décadas. De acordo com pesquisadores da área, esse crescimento está relacionado ao amplo desenvolvimento da indústria da Moda e do Design no País.

De acordo com a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o campo da Moda e Estilismo já é considerado uma das profissões mais lucrativas da indústria criativa no Brasil. São mais de 1,2 milhões profissionais trabalhando nesse setor.

Entre os Estados que oferecem melhores propostas salariais estão: Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Roraima e São Paulo. De acordo com a pesquisa, essas regiões abrangem grandes indústrias têxteis, de beneficiamento de couro, ou possuem um forte comércio de moda.

Para se destacar nesse mercado, além do talento, é preciso ter uma visão mais abrangente sobre o campo de atuação. Aqueles que possuem habilidades de gestão e estão sempre antenado com as tendências nacionais e internacionais da moda conseguem construir uma carreira de sucesso.

O diploma de nível superior não é obrigatório para atuar como Estilista no Brasil, mas aqueles que apostam na especialização são vistos como mais preparados para assumir cargos diversos na área.

Áreas de atuação do profissional

  • Consultoria

O profissional pode trabalhar como personal stylist, cuja principal função é ajudar clientes a combinar roupas, cores e estilos.

  • Coordenação

No cargo de coordenador, o profissional é responsável por gerenciar a compra de coleções de roupas para lojas e magazines. Além disso, coordena as equipes de estilos sobre tendências de moda, seja em indústrias e confecções ou em magazines.

  • Design/estilismo

Nesse campo, o profissional da moda atua na criação de roupas, joias, bijuterias, calçados e bolsas. Além disso, desenha novas estampas e padrões e elabora novos tecidos para tecelagens.

  • Fotografia

Como fotógrafo, o especialista acompanha a produção de fotos de moda para revistas, catálogos, exposições e anúncios.

  • Gerenciamento

No caso de um gerenciador, as principais funções são desenvolver produtos e supervisionar a compra de materiais para sua produção e comercialização.

  • Modelagem

Esse campo também é muito requisitado. A principal responsabilidade do profissional é transpor para moldes os desenhos dos estilistas, ou seja, desenha modelos-piloto para orientar a produção.

  • Negócios

Nesse ramo, o especialista trabalha como gestor na cadeia de produção, distribuição, divulgação e comercialização da moda, além de desenvolver estratégias de negócios e marketing.

  • Produção

Na produção, o profissional realiza desfiles, catálogos e editoriais de revistas, além de organizar campanhas publicitárias.