Home / Curiosidades / São 114 mil Vagas Ociosas em Universidades Federais

São 114 mil Vagas Ociosas em Universidades Federais

São 114 mil Vagas Ociosas em Universidades Federais

O Censo da Educação Superior 2014, com divulgação em dezembro de 2015, fez registro de total de 114 mil vagas ociosas pelas instituições federais de ensino.

Portanto, apesar de as vagas terem recebido liberação por Ministério da Educação, MEC, não estão tendo ocupação por qualquer aluno. E isto é surpreendente, pois no Brasil a concorrência e desejo por uma vaga em universidade federal são sempre impactantes para os estudantes brasileiros.

Em coletiva de imprensa, Brasília, para comentários dos resultados do Censo, Aloizio Mercadante, ministro da Educação, fez anúncio da geração do Sistema de Seleção Unificada, Sisu, às vagas remanescentes em universidades federais.

Então, MEC fará lançamento de plataforma do Sisu para preenchimento de cadeiras vazias. É importante observar os critérios para concorrência a uma vaga. A plataforma deve ter lançamento no inicial semestre do ano 2016 e apresentará 5 critérios de seleção à transferência de alunos.

Sendo a nota do Enem, Exame Nacional do Ensino Médio, o desempenho do aluno em instituição em que faz o curso de graduação, a qualidade do curso, se a própria região se caracteriza compatível com a da universidade de desejo de migração e se já se encontra graduado.

O foco do MEC é reduzir o total de cadeiras vazias, que com soma de todas as instituições de ensino público superior, ou seja, federais, estaduais e municipais, apontam em torno de 150 mil vagas ociosas, sem ter que assumir custos adicionais.

Mercadante afirmou que haverá mudança do mecanismo de repasse de verba às instituições federais, e que o MEC não fará repasse do recurso por vaga, porém sim pela matrícula de modo efetivo feita, e através do mesmo recurso que há atualmente, é possível ter 100 mil alunos a mais em universidades.

Mais um dado com revelação pelo censo se resumiu ao total de 7,8 milhões de brasileiros com matrícula nos cursos de graduação, com contabilização de aumento de 6,8% quando se fala em 2013.

Fatia deste aumento está de forma direta associada à maior quantidade de vagas com oferta em Rede Federal de Educação Superior, que subiu 3,7% e faz total de 1.180.068 cadeiras.

No ano 2014, mais de 3 milhões de alunos fizeram ingresso nos cursos de graduação, e 82,3% destes estudantes fizeram entrada nas instituições privadas de ensino. Por outro lado, a rede pública partiu na frente na quantidade de matrículas associadas à pós-graduação.