10 Melhores Filmes de Drama Netflix

Sem precisar e muitos recursos tecnológicos, os filmes dramáticos nos fazem chorar, rir, ter raiva e as mais diversas emoções apenas com sua história.

0

O drama, assim como alguns outros gêneros cinematográficos, nasceu da literatura e foi abraçado pelo teatro. Sendo assim, é do formato teatral a origem maioria dos grandes clássicos dramáticos.

No cinema é correto falar que o drama é um dos gêneros mais respeitados. Além disso, não seria engano afirmar que grande parte dos clássicos cinematográficos são do gênero dramático.

Isso porque diferentes de outros gêneros como ação e aventura, por exemplo, as ferramentas para realização do drama são bem mais “pessoais”. Com isso queremos dizer que o investimento necessário para fazer o filme não está tão ligado a tecnologias, e sim ao texto e atuações.

O que não poderia ser diferente, já que sua origem é na literatura. Portanto, ao assistir um filme dramático esperamos textos sensíveis e ao mesmo tempo fortes, com atuações tocantes, capazes de nos emocionar.

Sendo assim, pensando neste valor do gênero, separamos alguns dos filmes que melhor o representam. Sem mais delongas, confiram agora os 10 Melhores Filmes de Drama na Netflix.

Roma (2018)

Classificação etária: 14 anos

Quando Alfonso Cuarón dirige um filme todos ficam curiosos para o resultado de seu trabalho. Isso porque o diretor e cineastra americano é cinco vezes ganhador do Oscar, o maior prêmio do cinema.

Além disso, três destes prêmios são frutos de seu último trabalho, o filme ‘Roma’. O longa se passa em 1970, na Cidade do México. Cleo (Yalitza Aparicio) é a chefe silenciosa de sua família e trabalha como empregada doméstica e babá.

Ao longo de um ano, vários acontecimentos inesperados afetam a vida de sua família. Gerando assim mudanças pessoais e coletivas.

Histórias Cruzadas (2011)

Classificação etária: 12 anos

Temos aqui outro filme ganhador de Oscar! ‘Histórias Cruzadas’ se passa nos anos de 1960, na pequena cidade chamada Jackson, no estado americano do Mississipi.

A trama começa com a volta de Skeeter (Emma Stone) a cidade. A garota branca tem o sonho de se tornar uma escritora. Além disso, movida pelo racismo da sociedade americana, resolve entrevistar as mulheres negras da cidade, que trabalham como empregadas nas casas da elite da cidade.

Apesar de diversos problemas, a jovem conta com o apoio de Aibileen Clark (Viola Davis), a empregada de sua melhor amiga. Com Clark a ajudando, ela também consegue o relato de várias outras empregadas como o de Minny Jackson (Octavia Spencer)

O trabalho realizado pela escritora desagrada a elite racista da cidade. Inclusive traz conflitos dentro de sua própria casa. O longa rendeu o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante de 2012 para Octavia Spencer.

Ah, uma curiosidade sobre o filme é que todas as atrizes citadas atualmente são ganhadoras do Oscar.

Frida (2002)

Classificação etária: 14 anos

Esse longa bibliográfico conta a história de Frida Kahlo (Salma Hayek), uma das maiores pintoras do México e do mundo. A artista era conhecida pela personalidade livre, e seu forte posicionamento político. Além disso, seu agitado casamento com o artista Diego Rivera (Alfred Molina) também era uma das controversas em torno de Frida.

Spotlight: Segredos Revelados (2015)

Classificação etária: 12 anos

Temos aqui o ganhador do Oscar de Melhor Filme de 2016! ‘Spotlight’ é baseado na história real de um grupo de jornalista em Boston que descobriram provas de casos de pedofilia dentro de igrejas católicas.

Sendo assim, os profissionais reuniram a maior quantidade possível de evidências e testemunhas dos abusos cometidos pelos padres. Isso visando a construção de uma reportagem que denunciasse os abusos. Bem como o silêncio da igreja perante os crimes.

12 Anos de Escravidão (2013)

Classificação etária: 14 anos

Em 1841, em plena sociedade escravocrata estadunidense, Solomon Northup (Chiwetel Eiofor) é um escravo liberto. Após a alforria, o homem vive em paz com sua esposa e filhos.

Entretanto, tudo muda quando aceita um trabalho que o leva para outra cidade, onde é sequestrado e vendido como escravo. Desta forma, Solomon tem que passar novamente pelas mais diversas humilhações físicas e emocionais para sobreviver.

Por 12 anos ele outra vez vive como escravo, passando pelas mãos de dois senhores: Ford (Benedict Cumberbatch) e Edwin Epps (Michal Fassbender).

O filme foi indicado a nove prêmios Oscar em 2014, ganhando o de Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante para Lupita Nyong’o e de Melhor Roteiro Adaptado.

O Menino do Pijama Listrado (2008)

Classificação etária: 12 anos

Tendo a Alemanha Nazista, em plena Segunda Guerra Mundial, como cenário, o filme conta a história de menino Bruno (Asa Butterfield), de 8 anos.

O garoto é filho de um oficial nazista (David Tewlis). A família vive em uma área isolada próximo a um campo de concentração. O problema começa quando Bruno conhece Shmuel (Jack Scnlon), um garoto de sua idade, que veste um pijama listrado e vive no campo nazista.

Sem entender os motivos da guerra, ou do nazismo, Bruno e Shmuel se tornam amigos. Isso porque o menino alemão visita amigo judeu a cada dia, tornando essa relação cada vez mais perigosa.

Amor Por Direito (2015)

Classificação etária: 12 anos

O romance entre a policial Laurel Hester (Julianne Moore) e a mecânica Stacie Andree (Ellen Page) parecia perfeito, até que Laurel é diagnosticada com um câncer terminal.

Como um gesto de amor, a policial quer que sua esposa receba os benefícios da pensão da polícia após sua morte. Entretanto, as autoridades e a sociedade se recusam a reconhecer a relação homoafetiva do casal.

O Mínimo Para Viver (2017)

Classificação etária: 14 anos

Ellen (Lily Collins) é uma jovem garota com anorexia. Já entregue a doença, a jovem não tem perspectiva de vida, nem muito menos esperança de dias melhores.

Entretanto, sua família preocupada com a situação da jovem a manda para um tratamento não convencional coordenado pelo Dr. William Beckham (Keanu Reeves).

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)

Classificação etária: 12 anos

Este longa nacional conta a história de Leonardo (Ghilherme Lobo), um menino cego que tem sua vida mudada com a chegada de um novo aluno em sua escola, o Gabriel (Fábio Audi).

Até então o menino tinha apenas uma amiga: Giovana (Tess Amorim). Entretanto, agora novos laços são feitos com Gabriel. Essa nova amizade faz o garoto descobrir novos sentimentos e entender mais sobre ele mesmo.

Nise: O Coração da Loucura (2016)

Classificação etária: 12 anos

Para fechar esta lista temos mais um ótimo filme nacional. Desta vez, protagonizado por Glória Pires, vivendo a psiquiatra Nise. Após um tempo afastada, a médica volta a trabalhar em um hospital psiquiátrico no Rio de Janeiro, em 1950.

No entanto, Nise é extremamente contrária aos tratamentos dados aos pacientes que sofrem esquizofrenia, como a lobotomia e eletrochoque. Sendo assim, após muito conflito, a médica assume a ala de Terapia Ocupacional do hospital.

É neste momento que seu trabalho e dedicação aos pacientes muda a situação de muitos. Isso porque através da arte e do carinho, Nise mostra que é possível novas formas de tratamento menos agressivas e mais humanas.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.