Abiogênese e biogênese

Você sabe como a origem da vida no nosso planeta foi descoberta?

A origem da vida no nosso planeta sempre intrigou os estudiosos e há muitos séculos começaram a surgir várias hipóteses tentando explicar como tudo começou.

Ao longo do tempo, algumas teorias foram facilmente refutadas, já outras tiveram provas mais consistentes e permaneceram por mais tempo entre as ideias aceitas.

As primeiras teorias acerca da origem da vida foram a abiogênese e a biogênese.

Abiogênese

A abiogênese também é chamada de teoria da geração espontânea e foi a primeira ideia acerca da origem da vida.

Um dos seus maiores defensores era Aristóteles (384-322 a.C.), mas essa teoria também foi defendida por Paracelso (1493-1541) e Van Helmont (1579-1644).

Para eles, existia um princípio ativo responsável pela vida que podia ser tanto a luz do Sol, como um material em decomposição ou até mesmo lodo. Sendo assim, a origem da vida vinha de uma matéria bruta, sem vida.

Van Helmont formulou uma receita para a abiogênese usando o suor humano como princípio ativo. Em uma caixa deveriam ser colocados uma camisa suja e germe de trigo e, após 21 dias, nasceriam camundongos.

A crença na teoria da geração espontânea perdurou por muito tempo. No entanto, ao longo dos anos, foram surgindo cientistas que tentaram provar outras teorias e foi assim que alguns deles perceberam que na verdade a vida só surgia a partir de outra vida, e então a abiogênese foi descartada.

Abiogênese

Biogênese

A biogênese surgiu para refutar a abiogênese e provar que a vida surge a partir de outra vida.

Experimento de Redi

No século XVII, o biólogo italiano Francesco Redi (1626-1697) foi um dos estudiosos que se dedicaram a provar que a abiogênese estava errada. Para ele, uma vida só poderia ser reproduzida a partir de outra preexistente, essa ideia era chamada biogênese.

Redi usou larvas (que na época eram chamadas de vermes por ele) para tentar explicar a origem da vida. Ele afirmava que as larvas só apareciam se a carne ou cadáver em decomposição fosse contaminado com ovos depositados por insetos que pousavam ali.

Redi usou três frascos parar reproduzir esse experimento:

  1. No primeiro, ele colocou um pedaço de carne e deixou o frasco aberto. Não demorou muito a aparecer larvas que depois se transformaram em insetos.
  2. No segundo, ele colocou outro pedaço de carne e fechou bem com a tampa do vidro. Não surgiram nem larvas, nem houve formação de novos insetos.
  3. No terceiro frasco, ele colocou um pedaço de carne e cobriu com uma gaze muito fina. Pousaram muitos insetos na gaze atraídos pelo cheiro da carne, como não conseguiram entrar, eles botaram os ovos na gaze. Logo depois surgiram larvas que tentaram penetrar a gaze.

Com esse experimento, Redi conseguiu provar que só se formariam novas larvas e insetos se houvesse o depósito de ovos por insetos adultos. Portanto, a vida só surge de uma vida preexistente.

Biogênese – Experimento de Redi.

Experimento de Pasteur

No século XIX, o cientista francês Louis Pasteur (1822-1895) acabou de vez com qualquer vestígio da ideia de geração espontânea.

Pasteur preparou um novo experimento usando um caldo nutritivo contendo água, açúcar e fungos em suspensão. Ele colocou esse caldo em dois frascos diferentes: um com um longo gargalo reto e outro com um gargalo longo, mas com uma curva em forma de S.

Todos os frascos foram fervidos e deixados abertos, Pasteur queria provar que o ar passava livremente por todos eles. Após algum tempo, apenas os frascos com gargalo reto tinham sido contaminados com microrganismos no caldo.

Isso aconteceu porque, apesar do ar passar livremente, os microrganismos eram depositados na curvatura do gargalo do frasco e não contaminavam o caldo.

Pasteur então quebrou o gargalo de alguns frascos em formato de s e após algum tempo o caldo desses frascos também foi contaminado.

As ideias de Pasteur são usadas até hoje na indústria para pasteurizar alimentos, processo que consiste em elevar a temperatura e resfriar rapidamente para matar microrganismos.

Os frascos originais com gargalo em formato de pescoço de cisne podem ser vistos até hoje no Instituto Pasteur, em Paris. Eles ainda contêm o caldo feito por Pasteur e continuam sem contaminação.

Biogênese – Experimento de Pasteur.

Veja também:

biogenese e abiogeneseExperimento de PasteurExperimento de Rediteoria da geração espontâneateorias de origem da vida