Aprenda como utilizar a nota do Enem em universidades do exterior

Candidatos podem utilizar a nota do Enem em universidades de Portugal, França, Canadá, Estados Unidos e mais.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) normalmente é utilizado por estudantes que desejam ingressar no ensino superior do Brasil. No entanto, a nota do exame também pode ser utilizada em universidades do exterior.

Em Portugal, pelo menos 50 instituições de ensino aceitam a nota do exame para selecionar candidatos brasileiros. A Universidade de Coimbra (UC) foi a primeira a aceitar o Enem, sendo que as notas da prova têm pesos diferentes para cada curso. A pontuação mínima de candidatura para cada graduação é 120 na escala portuguesa de 0-200, equivalendo a 600 na escala da pontuação brasileira.

Além da UC, outros exemplos de instituições de ensino superior em Portugal que utilizam a nota do Enem são a Universidade de Lisboa, Universidade do Algarve, Instituto Politécnico do Cávado e do Avre (IPCA) e o Instituto Politécnico de Leiria.

Os convênios do Ministério da Educação com universidades portuguesas, no entanto, não envolvem transferência de recursos ou financiamento estudantil por parte do governo brasileiro, visto que o país cobra taxa dos graduandos.

No Reino Unido, por outro lado, a nota do Enem é exigida para ingresso nas universidades de Oxford, Kingston e Bristol, mas é importante ressaltar que estas também podem pedir a realização do vestibular local. Nas instituições britânicas, a nota da prova é somada a outros tópicos, como fluência em inglês, histórico escolar do candidato no ensino médio e atividades extracurriculares.

Na França, por sua vez, o acesso dos brasileiros por meio do Enem é um pouco mais complexo, afinal, as instituições costumam exigir que os candidatos tenham sido aprovados anteriormente, no Brasil, em cursos semelhantes aos que estão aplicando no país europeu.

Nos Estados Unidos, a New York University recentemente passou a aceitar a nota do Enem para todos os cursos de graduação, substituindo às provas padronizadas tradicionais (SAT ou ACT). No Canadá, a Universidade de Toronto exige que o candidato apresente sua nota do Enem junto ao diploma do ensino médio. A pontuação do candidato na prova também vai contar pontos na candidatura.

Leia também: Resultado do Enem 2020: Quando sai e como acessar?

intercambioUniversidades