Como fazer registros reflexivos na prática pedagógica?

Nesse artigo vamos falar sobre como fazer registros reflexivos na prática pedagógica para melhorar ainda mais o processo de aprendizado do aluno.

Os professores utilizam os registros reflexivos em sua prática pedagógica como forma de acompanhar não somente o progresso de seus alunos, como também avaliar e fazer uma análise  sobre seu trabalho. O objetivo desse processo é aprimorar a formação continuada dos profissionais de educação e levantar questões relevantes em reuniões pedagógicas de formação.

Além disso, esse tipo de registro também serve como parâmetro para que os professores analisem as situações vivenciadas e busquem soluções que melhorem a qualidade do trabalho da educação. Muitos pesquisadores destacam a importância dos registros reflexivos, especialmente através de imagens, textos e áudios e vídeo, resgatando o que foi visto em sala de aula.

O que são os registros reflexivos e como aplicar na prática pedagógica?

Os registros reflexivos são ferramentas de práticas pedagógicas que possibilitam realizar exercícios de reflexão de determinadas ações planejadas, incentivando a escuta e a atenção em atividades realizadas por crianças e adultos no ambiente escolar.

Em geral, ocorre a revisão dessas anotações no final dos bimestres ou semestres, como forma dos professores analisarem e avaliarem o que foi feito ao longo do ano. Mas, para que isso funcione, é preciso criar uma rotina ao documentar essas práticas diariamente.

Listamos algumas práticas que pode-se adotar no dia a dia, facilitando o acesso às informações, e, consequentemente, no replanejamento de atividades, caso necessário.

Nunca deixe de fazer nenhum registro

Nem sempre será possível fazer todos os registros de uma aula ou projeto de maneira detalhada. Entretanto, sempre que possível, reserve um tempo para olhar as anotações antes de executar as tarefas e avaliar o que pode melhorar. Esse planejamento de atividades é importante na hora de executar as tarefas, pois elas estarão mais alinhadas e fluirão de maneira mais ágil, facilitando, inclusive, as próximas ações e atividades.

Modelo de Registro Reflexivo

Registro-reflexivo-01

Diagnóstico no início do período letivo

Caso o professor tenha dúvidas por onde deve começar, uma dica é realizar um diagnóstico ainda no início do período letivo. Assim, o docente terá noção socioemocional dos alunos e como poderá agir a partir deste feedback. Ao conhecer melhor os estudantes, o professor poderá avaliar quais ações adotar em sua prática pedagógica e o que documentar no seu registro reflexivo.

Uso fotografias, áudios e vídeos

Use e abuse dos recursos audiovisuais, como fotografias, vídeos e áudios. Com as aulas remotas, essas ferramentas se tornaram cada vez mais essenciais, além de serem ótimos recursos de aprendizagem. Para armazenar esse conteúdo, é indicado usar programas como o Google Drive ou outras nuvens.

Converse com a turma e demais colegas professores

Além de registrar as atividades pedagógicas, outra dica importante é conversar com alunos, bem como professores. Essa troca de experiência e informações permite que o docente tenha um novo olhar sobre as ações que ele desenvolveu ao longo do ano. Além disso, outra vantagem é que ele consegue ter um feedback instantâneo, já observando o que precisa ser revisto.

Esses pontos devem ser anotados, como forma de manter o registro reflexivo posteriormente. Conversar com outros professores também possibilita que eles troquem ideias e assim, possam até implementar novas práticas em sua rotina pedagógica.

Gostou desse artigo? Você pode encontrar muitos outros noRe Escola Educação.

Práticas PedagógicasprofessoresRegistros ReflexivosÚltimas Notícias