Consequências da Revolução Industrial

A Revolução Industrial, iniciada na segunda metade do século XVIII, na Inglaterra, provocou profundas mudanças tecnológicas, nas relações de trabalho, na forma de produção e de consumo.

A Revolução Industrial se iniciou na segunda metade do século XVIII, na Inglaterra, causando expressivas transformações para a humanidade com o surgimento de indústrias e o fortalecimento do capitalismo. Influenciou profundamente o sistema social, econômico e político mundial.

O avanço tecnológico e científico, possibilitou o aperfeiçoamento de técnicas para a produção, além de diversas invenções de maquinários e do uso de novas fontes de energia (carvão e petróleo).

Resumo da Revolução Industrial

Os motivos que fizeram com que a Inglaterra fosse o país que encabeçasse o desenvolvimento industrial, a partir da segunda metade do século XVIII, foi a criação da primeira máquina a vapor, ainda no século XVII, construída por Thomas Newcomen e aperfeiçoada por James Watt, no século XVIII. O grande acúmulo de capital, a política de cercamentos, sua posição geográfica, entre outros.

O avanço tecnológico da Revolução Industrial possibilitou o desenvolvimento de máquinas voltadas para o setor têxtil. Diversas máquinas foram criadas com o intuito de tecer fios. A inovação, nesse momento, consistia no fato de que tais máquinas facilitavam e agilizavam a produção de tecidos de roupas. Sem elas, seriam necessárias várias pessoas para realizar o trabalho.

No início do seculo XIX, o desenvolvimento tecnológico propiciou a criação das estradas de ferro e das locomotivas. A partir de 1830 foram construídas por toda a Inglaterra.

As estradas de ferro foram muito importantes pois diminuíram as distâncias, deixando o transporte de cargas mais eficiente, assim como, ampliou a capacidade de transporte de produtos para a locomoção.

As estradas de ferro foram consequência da prosperidade da indústria inglesa. Ela não conseguia gerir todo o excedente de capital, impulsionando os investimentos nas mesmas. Com isso, seus financiadores foram justamente os capitalistas que progrediram na Revolução Industrial.

Dessa maneira, percebe-se que a revolução provocou transformações sensíveis no modo de produção. Anteriormente, a produção era manufatureira, ou seja, um produção manual (construída por uma pessoa). Após a revolução, a produção passou a ser por maquinofatura.

Com a ascensão da maquinofatura, a utilização de vários trabalhadores para a produção de uma única mercadoria não era mais necessário pois as máquinas faziam todo o processo sozinha. Dessa forma, o salário do trabalhador diminuiu sensivelmente.

De um modo geral, as principais consequências da Revolução Industrial foram:

  • Novas relações de trabalho, surgimento de uma nova classe operária e dos sindicatos;
  • Expansão do imperialismo;
  • Industrialização dos países;
  • Elite industrial;
  • Avanço em diversas áreas (elétrica, mecânica, medicina, etc);
  • Aumento do consumo;
  • Aumento da produção;
  • Consolidação do capitalismo;
  • Êxodo Rural: Muitas pessoas saíram da zona rural e foram para as cidades;
  • Urbanização: Com o êxodo rural, as cidades se viram sem infraestrutura, o que culminou em diversos problemas sociais;
  • Impactos Ambientais graves;
  • Entre outros;

Fases da Revolução Industrial

A Revolução Industrial se dividiu em três fases:

  1. Primeira Revolução Industrial: Foi o início do processo de industrialização inglesa. Vivida a partir do século XVIII, mais especificamente entre 1760 e 1850. Deu início a uma nova forma de consumo e de produção e o predomínio do uso do carvão, como fonte de energia. Se fixou na Europa Ocidental, basicamente na Inglaterra.
  2. Segunda Revolução Industrial: Predominou no século XIX e acabou durante a Segunda Guerra Mundial. A industrialização se espalhou por países não europeus. Foi marcada pelo aumento das tecnologias e dos lucros, assim como pelo uso do petróleo, como fonte de energia.
  3. A Terceira Revolução Industrial: Iniciou-se na metade do século XX e se estende à atualidade. Também conhecida como Revolução Tecnocientífica. Essa fase é caracterizada pelo avanço científico, além do avanço tecnológico. Progresso nas áreas da robótica, ciência, biotecnologia, informática, são algumas das marcas desse período. Se espalhou para grande parte do mundo, por meio da globalização.

Saiba mais em:

Consequências Revolução IndustrialPrimeira Revolução IndustrialSegunda Revolução IndustrialTerceira Revolução Industrial