Crustáceos

Vamos conhecer esse grupo de artrópodes? Continue lendo abaixo!

Os crustáceos são animais invertebrados pertencentes ao filo Arthropoda e ao subfilo Crustacea.

Muitos crustáceos são utilizados na alimentação humana. Além disso, esses animais possuem grande importância ecológica pois são muito abundantes no plâncton que constitui a base da cadeia alimentar nos ecossistemas marinhos.

O que são os crustáceos?

A maioria dos animais desse subfilo são aquáticos, podendo ser tanto de água doce quanto salgada, como os camarões, lagostas, caranguejos, siris e cracas. No entanto, também existem algumas espécies terrestres como os tatuzinhos-de-jardim e os bichos-de-conta.

Os crustáceos possuem um esqueleto externo chamado de exoesqueleto. Normalmente, esse exoesqueleto é feito de quitina, um polissacarídeo muito resistente e impermeável. Mas, nos crustáceos, além de quitina também são depositadas substâncias calcárias, como o carbonato de cálcio.

Características gerais dos crustáceos

Os crustáceos possuem o corpo segmentado, com apêndices articulados e exoesqueleto de quitina e carbonato de cálcio.

A cabeça e o tórax estão fundidos nesses animais, por isso, a segmentação do corpo é em cefalotórax e abdômen.

Os apêndices articulados dos crustáceos são cinco pares de patas e dois pares de antenas, que possuem função sensorial táctil e de equilíbrio.

As peças bucais podem ser mandíbulas e/ou maxilas, eles podem ser herbívoros, carnívoros, detritívoros ou filtradores.

Alguns crustáceos passam por metamorfoses durante seu desenvolvimento, e os filhotes já nascem com a mesma morfologia dos adultos.

A maioria deles é livre, mas existem os crustáceos sésseis, como as cracas.

Classificação dos crustáceos

Os crustáceos compreendem um subfilo dentro do filo Arthropoda. Esse subfilo inclui muitas classes, e a separação de clados foi revista no trabalho de Regier et al. (2010).

Esse trabalho se baseou em análises moleculares, seus autores encontraram o grupo Pancrustacea que têm 4 linhagens, sendo 3 delas de crustáceos: Oligostraca, Vericrustacea, Xenocarida, e esta última é um grupo irmão de Hexapoda.

Crustáceos – Classes de crustáceos em círculos roxo. Figura adaptada da filogenia de artrópodes proposta no artigo “Crustáceos – figura adaptada da filogenia de artrópodes proposta no artigo “Arthropod relationships revealed by phylogenomic analysis of nuclear protein-coding sequences” de Regier et al. (2010).

Portanto, os novos clados propostos por Regier (2010) são:

  • Vericrustacea: que compreende Branchiopoda e Multicrustacea;
  • Multicrustacea: que compreende Copepoda e Communostraca;
  • Xenocarida: que compreende Rimipedia e Cephalocarida.

Reprodução dos crustáceos

A maior parte dos crustáceos é dioica e a reprodução é sexuada com fecundação externa. A maioria deles possui ovos que são encubados por períodos variados a depender do grupo. Esses ovos podem ficam presos a apêndices, guardados em uma câmara incubadora dentro do corpo ou em um saco secretado quando eles são expulsos do corpo.

Como funciona o corpo dos crustáceos?

  • Sistema digestório: completo, digestão extracelular por enzimas digestivas, restos excretados pelo ânus;
  • Sistema respiratório: por brânquias filamentosas localizadas na base dos apêndices locomotores;
  • Sistema nervoso: gânglios cerebrais e tubo nervoso;
  • Sistema sensorial: antenas e órgãos de equilíbrio;
  • Sistema circulatório: aberto, sangue transparente chamado hemolinfa bombeada pelo coração.

Exemplos de crustáceos

Caranguejo

Crustáceo – Caranguejo.

Lagosta

Crustáceo – Lagosta.

Camarão

Crustáceo – Camarão.

Cracas

Crustáceo – Cracas.

Veja também:

Filo Arthropoda