Dia do Circo – 27 de Março

O Dia do Circo é comemorado em 27 de março, data escolhida em homenagem ao palhaço Abelardo Pinto - Piolin. Saiba mais sobre a origem e a historia do circo!

“Hoje tem espetáculo? Tem sim, senhor. O Circo tá armado? Tá sim, senhor”. Com essas palavras entoa o animador no circo, antes de arrancar sorrisos e gargalhadas e encantar o público com suas apresentações.

Devido a sua importância cultural e social, o coletivo de artistas de diferentes especialidades, sempre em prol da alegria, ganhou uma data para chamar de sua: dia 27 de março, o Dia do Circo!

Se você também é um fã dessa arte, que encanta de crianças a idosos, leia esse artigo especial que o Escola Educação preparou para falar sobre a história do circo!

Como surgiu o circo?

As artes circenses, tais como a acrobacia, o adestramento, o equilibrismo, o ilusionismo, o malabarismo, entre outros, agrupadas no picadeiro são remotas na história da humanidade.

Entretanto, alguns estudiosos consideram que os egípcios e os chineses já realizavam acrobacias na Antiguidade. No cenário brasileiro, o circo teve início quando as famílias europeias lhe trouxeram para o país.

O circo na Antiguidade

Há mais de 4.000 anos, praticamente todas as civilizações já praticavam alguma arte circense. Porém, o circo no formato atual só se arquitetou no período do Império Romano.

O Circo Maximus, estrelado no século VI a.C, com capacidade para uma plateia de 150.000 pessoas, foi o primeiro a se tornar popular, tendo as corridas de carruagem como atração principal. Depois delas, foram incorporadas as lutas de gladiadores, as apresentações de animais e dos engolidores de fogo.

Circo Maximus (século VI a.C.).

Porém, um incêndio acabou pondo fim ao local. Em 40 a.C. ele foi substituído pelo Coliseu, um dos cartões portais e destino turístico da Europa.

No entanto, assim que o império dos Césares se findou e houve o pontapé inicial da era medieval, os artistas populares começaram a se apresentar em locais públicos, como feiras, igrejas e praças.

A narrativa designa uma pré-história das artes circenses, vinculada a história do circo na Antiguidade, pois foi apenas na Inglaterra, durante o século XVIII que teve início o circo moderno.

O circo moderno

O circo da forma que conhecemos nos dias atuais, nomeado de circo moderno, feito de lona com shows e espetáculos, apresentando números divertidos e impressionantes, surgiu em Londres, na Inglaterra, em 1768.

No ano em questão, o sargento da cavalaria inglesa, Philiph Astley, realizou uma exibição pública de suas habilidades sobre o cavalo diante de um anfiteatro que fora montado.

Philiph Astley e o circo moderno (Foto: Wikimedia Commons).

O espetáculo agrupava os ex-militares da cavalaria real e os artistas populares, que exibiam os números cômicos de pirofagia, malabarismo, dança e teatro. Esses eram chamados de saltimbancos.

O circo moderno fez muito sucesso! Cinco décadas depois se propagou no continente e logo chegou em todo o planeta. Assim, o show passou a acontecer em um espaço redondo, conhecido como picadeiro.

Foto panorâmica de um picadeiro de circo.

O circo no Brasil

No dia 26 de abril de 1500, pouco tempo depois de Pedro Alvares Cabral pisar nas terras brasileiras, chamadas a princípio de Santa Cruz, aconteceu o primeiro espetáculo circense.

Na ocasião, os marinheiros portugueses e índios assistiram as apresentações do artista Diogo Dias em um picadeiro improvisado na praia.

Ilustração de Nelson Coletti (Fonte: Folha de São Paulo).

Na carta escrita por Pero Vaz de Caminha e enviada para El-Rei D. Manuel, tida como a primeira página da história da pátria brasileira, ele descrevia o ato do circo no Brasil. Após isso, Diogo se apresentou novamente aos índios que lhe presentearam com arcos, barretes e penas de aves.

No século XIX, ao passo em que as famílias e os ciganos vinham da Europa, eles traziam o espetáculo do circo para o Brasil. Logo, faziam apresentações em público de domas de ursos, cavalos e ilusionismos.

Esses espetáculos tinham de ter aprovação da plateia, pois caso contrário não teria continuidade, sendo até adaptados à cultura do país.

Um exemplo de adequação a realidade brasileira é o palhaço. Na Europa, os palhaços sustentam grande parte do show na mímica, com pouca conversa, já no Brasil é o oposto, aqui os palhaços são falantes, usam da comédia sorrateira e dos instrumentos musicais.

O circo contemporâneo

Atualmente os espetáculos circenses são mais modernos e tecnológicos, sendo o maior dos exemplos o Cirque du Soleil.

Apresentação do Cirque du Soleil.

Diferente de antes, a maioria dos circos não são mais fruto da cultura popular, ou seja passada de pai de para filho. Uma nova categoria é criada, a do circo contemporâneo, que são aqueles ensinados na escola.

A primeira escola de circo do Brasil, a Escola Nacional de Circo, surgiu em 1982, no Rio de Janeiro. Nela, os alunos conheciam as técnicas das artes circenses e depois apresentavam para a sociedade.

São exemplos do circo contemporâneo brasileiro as seguintes companhias:

  • Acrobáticos Fratelli
  • Circo Escola Picadeiro
  • Circo Mínimo
  • Intrépida Trupe
  • Linhas Aéreas
  • Nau de Ícaros
  • Parlapatões
  • Paspalhões
  • Patifes
  • Teatro de Anônimo

Origem da data comemorativa

O dia 27 de março foi escolhido para celebrar o Dia do Circo em homenagem ao palhaço brasileiro Abelardo Pinto, o famoso Piolin. A data comemorativa é a mesma de seu nascimento, que ocorreu em 1897.

Palhaço Abelardo Pinto, o Piolin.

Piolin tornou-se um famoso palhaço, por meio de sua criatividade, comicidade e talento. Não por acaso foi homenageado em um dos mais importante eventos brasileiros, a Semana de Arte Moderna.

Os palhaços mais conhecidos no Brasil e no mundo

Um dos palhaços mais conhecidos no Brasil e no mundo: Bozo.

Mas já que falamos de Abelardo Pinto, outros palhaços também foram e são importantes no mundo do circo e da diversão. Veja a seguir os palhaços mais conhecidos no Brasil e no Mundo:

  • Ailton Graça
  • Arrelia
  • Atchim & Espirro
  • Benjamin de Oliveira
  • Bozo
  • Carequinha
  • Chicharrão
  • Dedé Santana
  • Domingos Montagner
  • Fuzarca
  • Patati & Patatá
  • Patch Adams
  • Pimentinha
  • Piolin
  • Tiririca
  • Torresmo

Curiosidades

Desde 2009, no Largo do Paissandu, em São Paulo, está situado o primeiro centro de memória brasileiro dedicado apenas ao circo e as artes, o Centro de Memória do Circo.

Centro de Memória do Circo, em São Paulo.

Leia também: 

Centro de Memória do Circocomo surgiu o circo?Dia do Circoo circo contemporâneoo circo modernoo circo na antiguidadeo circo no Brasilorigem do dia do circoos palhaços mais conhecidos