10 Filmes para refletir sobre consciência negra

Confira os nomes de alguns filmes para refletir sobre a consciência negra!

Livros, peças teatrais, poemas e filmes são ótimas ferramentas que levam o indivíduo à reflexão. Diversos temas podem ser retratados e problematizados nesses espaços que possuem um amplo alcance.

O machismo, a violência, a depressão, as desigualdades sociais e o racismo são algumas das questões que podem ser abordadas pelas artes.

O principal objetivo delas é expor determinada problemática para que as pessoas, assistindo ou lendo, tenham noção dos problemas que fazem parte do cotidiano de inúmeros sujeitos.

Tanto o cinema nacional quanto o internacional já retrataram o racismo utilizando, muitas vezes, histórias reais. Tal prática visa “abrir os olhos” das pessoas quanto à realidade do outro.

Sendo assim, selecionamos 10 filmes para refletir sobre consciência negra. Vamos conferir?

Estrelas Além do Tempo (2016)

Estrelas Além do Tempo (2016).

Estrelas Além do Tempo é um filme que retrata a história dos Estados Unidos no período da Guerra Fria, quando o país competia a supremacia mundial com a União Soviética.

Nesse contexto, surgiram três cientistas negras que formaram uma equipe de cientistas da NASA. Juntas, elas lideraram uma das maiores operações tecnológicas que contribuíram para a vitória estadunidense na Guerra Fria.

Amistad (1998)

Amistad (1998).

Amistad é um filme que aborda o período escravocrata dos Estados Unidos. Baseado em fatos reais, o filme narra a história de um grupo de africanos escravizados que se revoltam no navio negreiro e assumem o controle do mesmo para retornarem ao seu país de origem.

Contudo, o navio é aprisionado e os africanos são acusados de assassinato e presos nos Estados Unidos.

Quanto Vale Ou É Por Quilo? (2005)

Quanto Vale Ou É Por Quilo? (2005).

Quanto Vale ou é Por Quilo? é um filme nacional que problematiza a desigualdade social e racial presentes em nosso país, retratando a forma como alguns setores da sociedade atuam nas áreas abandonadas pelo Estado, visando o lucro.

Malcolm X (1992)

Malcolm X (1992).

Malcom X narra a história de um dos principais ativistas da história dos Estados Unidos. Malcom X foi um dos líderes do movimento negro estadunidense e atuou ativamente contra o racismo no país na década de 1960.

Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016)

Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016).

Moonlight: Sob a Luz do Luar retrata a trajetória de um homem negro que busca o autoconhecimento em um contexto permeado pela criminalidade e drogas. O personagem sonha com um futuro melhor e encontra amor em lugares inimagináveis.

Ó paí, Ó (2007)

Ó paí, Ó (2007).

Ó paí, Ó é um filme que retrata o cotidiano de pessoas que vivem em um cortiço no Pelourinho, em Salvador. O longa, que se passa durante o Carnaval, traz diversos conflitos raciais vividos pela população negra na capital da Bahia.

O Ódio que Você Semeia (2018)

O Ódio que Você Semeia (2018).

O Ódio que Você Semeia é um filme que retrata a violência policial nos Estados Unidos. Nele, o melhor amigo da personagem principal é morto por policiais brancos em frente à colega.

A partir de então, ela milita pela justiça e paz para a população negra estadunidense.

Infiltrado na Klan (2018)

Infiltrado na Klan (2018).

Infiltrado na Klan é um filme que se baseia em fatos reais. A obra narra a vida de um policial negro que consegue se infiltrar no grupo extremista Ku Klux Klan.

Ele se tornar líder do grupo com um único objetivo: impedir que crimes de ódio contra a população negra fossem cometidos.

Green Book: O Guia (2018)

Green Book: O Guia (2018).

Green Book: O Guia é um filme baseado em fatos reais que retrata a vida de um pianista negro que faz uma turnê na região Sul dos Estados Unidos, na década de 1960.

Acompanhado de seu motorista branco, eles passam por difíceis situações causadas pelo racismo, nascendo uma bela amizade.

Cidade dos Homens (2007)

Cidade dos Homens (2007).

Cidade dos Homens é um filme brasileiro que narra a vida de dois adolescentes negros que vivem em uma comunidade da cidade do Rio de Janeiro. Ambos vivem em um complicado contexto, permeado pela violência, pobreza, drogas e racismo.

Saiba mais em:

consciência negra