Google negocia parceria envolvendo Instagram e TikTok

O maior e mais popular buscador da internet quer incluir as concorrentes em suas pesquisas. Confira o que disse o porta-voz da empresa.

Ao que tudo indica, o Google quer que vídeos curtos de redes sociais apareçam em suas buscas. A empresa está em contato com a ByteDance, responsável pelo TikTok, além de conversar com o Facebook.

Leia mais: Google prepara rede coletiva para localização de aparelhos Android

Parceria

De acordo com a Google, o objetivo é estabelecer uma parceria para que vídeos curtos apareçam nas buscas. Isso ocorre, pois o formato é a tendência atual tanto do Instagram quanto do TikTok. Aliás, este último sempre teve os vídeos curtos como seu ponto forte.

“Ajudamos os sites a tornar seu conteúdo detectável e se beneficiar de sua localização no Google. E eles podem escolher como ou se seu conteúdo aparecerá na pesquisa”, disse um representante do Google. A entrevista foi fornecida ao site The Information.

Vale lembrar que atualmente o Google mostra os vídeos presentes no Youtube que tem relação com a busca. Por isso, desde 2020 o Google tenta firmar parceria entre as redes sociais mencionadas.

Adaptação

Adam Mosseri, chefe do Instagram, já chegou a dizer que a plataforma não é mais uma rede de compartilhamento de fotos. O pronunciamento foi feito pelo seu perfil oficial no Twitter recentemente. Mosseri afirmou que a rede social será direcionada a entretenimento e conteúdo de vídeo.

As mudanças se devem ao sucesso de outras redes como o TikTok e o próprio, já bastante tradicional, Youtube. “Sejamos honestos, há uma competição muito grande neste momento”, disse ele. “O TikTok é enorme, o YouTube é ainda maior, e há muitos outros se destacando também”, ressaltou o executivo.

Em sua fala, o chefe do app comentou novas funções. Entre elas estão as recomendações de tópicos e maior grau de imersão de vídeos de “tela inteira”. Os usuários poderão experimentar as novidades “ao longo dos próximos meses”, disse.

Nas palavras de Mosseri, o Instagram “não é mais um aplicativo de compartilhamento de fotos”. Ele continua: “a razão número um pela qual as pessoas dizem que usam o Instagram em pesquisas é para se entreterem”.

É importante destacar que a implementação da ferramenta Reels já anunciava a nova política da empresa. O compartilhamento de vídeos curtos, com foco no entretenimento, veio para fazer frente ao TikTok.

GoogletecnologiatiktokÚltimas Notícias