Neolítico

O Neolítico é uma das fases da Pré-História.

O Neolítico, também chamado de Idade da Pedra Polida, é uma das fases da Pré-História. Iniciado por volta de 10.000 a.C. até aproximadamente 4.000 a.C., ele se caracterizou pela sedentarização dos grupos humanos e o aumento populacional.

O Neolítico foi um período marcante da história da humanidade, pois foi o responsável por lançar as bases do modo de organização das primeiras sociedades.

É importante destacar as intensas transformações vivenciadas pelo meio ambiente nessa fase, caracterizadas por mudanças climáticas e geológicas que fizeram milhares de pessoas se deslocarem dos seus locais de origem em busca de sobrevivência.

Períodos da Pré-história

A pré-história é o período histórico mais antigo e longo entre os tempos históricos, pois ele compreende o surgimento do homem até a invenção da escrita:

  1. Paleolítico (ou Idade da Pedra Lascada): do surgimento da humanidade até aproximadamente 10.000 a.C.;
  2. Neolítico (ou Idade da Pedra Polida): de 10.000 a.C. até cerca de 4.000 a.C.;
  3. Idade dos Metais: de 4.000 até aproximadamente 3.500 a.C.

Características do Neolítico

A transição do Paleolítico para o Neolítico é marcado por alguns acontecimentos, sendo a sedentarização dos grupos humanos, o principal deles.

Além da fixação do homem nos territórios, podemos citar o descoberta do fogo, essencial para a proteção do frio, iluminação durante a noite, espantar animais selvagens e cozinhar alimentos.

O controle desse elemento foi um dos fatores que possibilitou que os grupos humanos desse período não mais se deslocassem de um lugar para outro quando as temperaturas caíssem drasticamente.

A sedentarização do homem também foi influenciada pelo domínio da agricultura, um conjunto de técnicas que favoreceu o plantio e a colheita de sementes para a alimentação.

O aumento do acesso aos alimentos criou a necessidade de desenvolver recipientes capazes de armazenar a produção, por isso, foram criadas peças voltadas para esse fim.

Recipientes

A captura de animais selvagens foi outro fator que contribuiu para a fixação humana. Depois de apresá-los, seus ossos e dentes eram retirados para a fabricação de armamentos, sua pele era usada para a proteção do frio e sua carne servia de alimento para os grupos.

Quando não eram mortos, esses animais eram domesticados e incorporados no cotidiano dessas comunidades, como certas aves e cachorros.

Durante esse período, os grupos humanos usavam a pedra polida para produzir ferramentas mais úteis, que seriam usadas para os cortes.

Tais instrumentos também poderiam ser usados para contribuir na pesca e na caça, ou até mesmo para lutar contra outros grupos.

A estabilidade conquistada pela adoção dessas novas técnicas, tanto de captura dos animais, quanto do domínio da natureza, favoreceu a formação de grandes comunidades, estruturadas a partir de casas feitas de adobe, madeira ou barro.

Por isso, o Neolítico foi marcado por novas formas de organização social, com a criação das primeiras instituições políticas. É possível que as formas coletivas de organização socioeconômicas tenham sido abandonada durante essa fase.

Alguns historiadores indicam que o surgimento dos primeiros líderes tribais, assim como a organização de um Estado, remontam desse período.

Aproximadamente no ano 4.000 a.C., o metal passou a ser intensamente usado por algumas comunidades. A partir de então, começou-se a desenvolver técnicas de siderurgia e metalurgia para a manipulação desse objeto.

O metal possibilitou a fabricação de armas mais resistentes, necessárias para a defesa do grupo contra ataques inimigos. Seu aparecimento marcou o início da Idade dos Metais.

Arte no Neolítico

A arte no Neolítico se desenvolveu por meio da produção de objetos usados no dia a dia pelos humanos.

Os utensílios produzidos a partir das cerâmicas demonstravam a agilidade do manuseio em sua preparação, além de apontar a forma como esses grupos enxergavam sua vivência.

O polimento dos objetos e o surgimento de formas geométricas, demonstram o avanço das técnicas e um maior cuidado na fabricação das peças.

Podemos citar, igualmente, os monumentos megalíticos, construídos para a realização de rituais. A sedentarização dos humanos fez com que a terra e a natureza ganhassem um significado religioso para os neolíticos.

Monumento megalítico – Stonehenge, na Inglaterra.

Por isso, as cerimônias religiosas eram constantes na vida dessas pessoas que as realizavam para obter êxito na colheita ou para marcar algum acontecimento importante, como a morte de algum integrante do grupo.

Saiba mais em:

Pré-História