Senpai e Kouhai – Saiba o significado e qual a relação entre eles

Títulos honoríficos típicos da cultura japonesa revelam certa hierarquia na relação de jovens e veteranos.

Quem está acostumado a ver animes ou ler mangás com certeza já ouviu as expressões japonesas senpai e kouhai. Esses termos são honoríficos de tratamento baseados em status e hierarquia, embora sejam normalmente usados no sentido de carinho e afeto.

Ainda que não tenha uma tradução literal e exata, é possível entender as palavras por conta dos seus significados. Vamos lá!

O que significa senpai?

A expressão senpai é semelhante ao conceito ocidental de veterano ou tutor. Essa palavra é comumente utilizada para se referir a uma pessoa mais velha e experiente, uma espécie de mentor.

É um tratamento respeitoso para pessoas com algum estágio a mais de experiência, podendo ser um progenitor, alguém que é graduado, entre outros.

A palavra é feita através da junção do ideograma sen-, que transmite a ideia de futuro, precedência, frente, cabeça, antigo e primeiro; junto com o ideograma -pai, que revela a concepção de camarada, pessoa e companheiro. Ou seja, é literalmente um companheiro com mais experiência.

Na cultura japonesa, uma pessoa não pode se autodenominar senpai, nem mesmo buscar esse título. Afinal, ser senpai significa ser reconhecido dessa maneira por outras pessoas, é um honorífico que precisa ser conquistado.

Os senpais são tratados como senseis (mestres, professores), mas estão um nível abaixo, já que não precisam ensinar nada.

O que significa kouhai?

Kouhai, por sua vez, é basicamente o oposto de senpai. Seria o equivalente à expressão “calouro”, usada no ocidente para designar pessoas mais jovens. O ideograma kou- passa a ideia de sucessor, atrás, após, herdeiro e anterior.

De maneira simples, kouhai é utilizado para se referir a uma pessoa mais nova, inexperiente ou novata. Vale ressaltar que o termo não é ofensivo.

Relação entre senpai e kouhai

Se você é um calouro e fez amizade com um veterano, você torna-se um kouhai e deve chamar a outra pessoa de senpai como sinal de respeito. Por outro lado, nem todos os veteranos chamam seus kouhais pelo termo e sim usando o nome ou algum apelido.

O senpai deve mostrar compaixão, ouvindo e se colocando no lugar do kouhai, explorando seus sentimentos e pensamentos. Além disso, deve ter a percepção de que os mais novos, em determinados momentos, precisam de ajuda. Ele precisa se colocar à disposição quando for necessário.

Em clubes esportivos japoneses, como equipes de beisebol, os kouhai normalmente executam várias tarefas domésticas para o senpai, incluindo lavar roupas. Afinal de contas, os mais jovens não podem participar de todas as atividades do clube até conseguirem certa experiência.

Em artes marciais da cultura japonesa, a palavra senpai geralmente refere-se a alunos do último nível, ou seja, que detêm uma faixa preta. Eles são selecionados para auxiliar o sensei com os alunos menos experientes.

Se você está acostumado a assistir doramas e animes, deve ter notado a relação entre eles e percebido que os alunos mais jovens podem chamar outros estudantes mais experientes de senpai. Alguns, ao se tornarem veteranos, sentem-se orgulhosos e fazem o máximo para ajudar os kouhai.

Infelizmente, há muitos casos em que os veteranos não desempenham esse papel e acabam agindo de maneira desprezível, ofendendo os alunos mais jovens e outras pessoas de nível inferior. Normalmente, essas pessoas não são chamadas pelo título honorífico.

É comum jovens colegiais se apaixonarem pelos seus senpais. Isso definiu um novo conceito da expressão como na palavra crush, gerando inclusive memes como “notice me senpai”, que significa “note-me, senpai” em inglês.

Essa expressão revela a necessidade de aprovação que muitas pessoas têm com relação aos mais velhos.

Veja também:

gírias