O que é a sustentabilidade? Conceito, Princípios e Exemplos

Conheça o conceito de desenvolvimento sustentável, os tipos de sustentabilidade e como agir para promover exemplos de atitudes sustentáveis.

Em tempos de graves problemas ambientais e sociais, ouvimos muito falar sobre um termo, diretamente, relacionado a tais questões: a sustentabilidade. O conceito está atrelado ao que chamamos de desenvolvimento sustentável, ou seja, atitudes que promovam o crescimento sem, no entanto, agredir o meio ambiente.

A sustentabilidade pode envolver desde uma comunidade até todo o planeta, incluindo atitudes desenvolvidas por entidades e empresas. O objetivo maior, como se percebe, é a preservação do planeta em meio ao atendimento das necessidades humanas, explorando os recursos naturais de forma que estes não se esgotem.

O que é a sustentabilidade?

A palavra sustentabilidade vem do latim sustentare cujo significado é conservar, sustentar, apoiar e cuidar. Relacionando tal significado ao meio ambiente, tem-se que o conceito diz respeito a como o homem deve se relacionar com a natureza, de modo a manter a exploração saudável dos recursos naturais pelas próximas gerações.

Como mencionado, o conceito de sustentabilidade está atrelado ao desenvolvimento sustentável. Isso quer dizer que o crescimento e satisfação das necessidades humanas podem ser alcançadas sem que gerações futuras sejam comprometidas pela exploração indiscriminada dos recursos naturais.

Nisso, há o envolvimento de estratégias, ideias e atitudes consideradas, ecologicamente, corretas, viáveis sob o ângulo econômico, socialmente justas, além de diversas culturalmente. A sustentabilidade é vista como o caminho para que os recursos naturais do planeta sejam salvos e mantidos.

Além do termo “desenvolvimento sustentável”, vários outros relacionam-se com a sustentabilidade. Como exemplos, citamos:

gestão sustentável: direção de uma empresa de forma a valorizar os fatores, a ela, inerentes e que, de fato, sejam ligados à questão ambiental
crescimento sustentado: economia ativa e segura

E qual a diferença entre sustentável e sustentado? Na primeira, há a possibilidade de sustentação enquanto a última indica que a sustentação já foi alcançada.

Quando surgiu o desenvolvimento sustentável?

O termo “desenvolvimento sustentável” foi usado, pela primeira vez, pela ex primeira ministra norueguesa Gro Brundtland. Em 1987, Gro era presidente de uma comissão da Organização das Nações Unidas (ONU) e, também, publicou um livreto chamado Our Common Future (Nosso Futuro Comum).

Nele, a líder relacionava progresso e meio ambiente, apresentando uma definição para o conceito. Segundo ela, “desenvolvimento sustentável quer dizer ser capaz de dar conta das demandas atuais sem que isto prejudique a capacidade das próximas gerações de satisfazerem as próprias necessidades”. O documento ficou conhecido como Relatório Brundtland.

Princípios da sustentabilidade (Tripé da Sustentabilidade)

Ao falar sobre a sustentabilidade, pode-se dizer que esta se sustenta sobre três princípios fundamentais, sendo eles:

Ambiental: envolve os recursos naturais e sua exploração por comunidades e empresas.
Social: diz respeito às pessoas e como vivem, levando em conta aspectos básicos, a exemplo da educação, violência, lazer e saúde.
Econômico: engloba a produção, distribuição e consumo dos bens e serviços, considerando seu impacto sobre as questões sociais e ambientais.

Quais são os tipos de sustentabilidade?

A partir dos princípios básicos da sustentabilidade, pode-se separar quatro tipos, a saber:

Sustentabilidade ambiental (ecológica): conservação do meio ambiente e, para que esta seja efetiva, é preciso o envolvimento dos membros de uma comunidade, em busca da qualidade de vida. O objetivo é que esta seja alcançada por meio da harmonia com o meio ambiente, valorizando os interesses das gerações futuras.

A sustentabilidade ambiental é algo a se atingir a longo prazo, encontrando forma de desenvolvimento que seja capaz de manter o padrão de vida das gerações atuais sem comprometer as futuras. Tudo começa com parar de jogar lixo no chão, evitar queimadas e desmatamentos, entre outras atitudes.

Sustentabilidade econômica: diz respeito a um modelo de gestão sustentável que implica na exploração adequada dos recursos naturais. Isso quer dizer que há o crescimento econômico, porém, este vem tendo objetivos claros quanto à promoção do desenvolvimento social e igualdade na distribuição de renda.

De forma resumida, corresponde à produção, distribuição e utilização de riquezas de forma mais justa. Também, pode-se dizer que são estratégias de crescimento que não causem impactos ambientais ou reduzam a qualidade de vida da comunidade.

Sustentabilidade empresarial: atualmente, a preocupação com o desenvolvimento sustentável não se restringe a organizações não governamentais, governos e comunidades. Empresas têm pautado suas ações na preservação do meio ambiente e, também, nas necessidades reais de seus consumidores.

A responsabilidade quanto aos valores ambientais e sociais indicam postura fundamentada na melhoria da qualidade de vida dos indivíduos. De certa forma, a responsabilidade social tornou-se, inclusive, uma vantagem competitiva.

Sustentabilidade social: como o próprio nome já diz, relaciona-se com o bem estar e igualdade sociais. Aqui, a população deve estar engajada no fortalecimento de propostas que promovam o acesso à educação, saúde, cultura e desenvolvimento social igualitário.

Em suma, são iniciativas que visam ao auxílio de membros da sociedade que estejam envoltos em condições de vida desfavoráveis.

Exemplos de atitudes sustentáveis

Atitudes voltadas para o desenvolvimento sustentável podem ser notadas desde ações individuais e coletivas. Veja os exemplos mais clássicos.

Lixos e seus respectivos descartes sendo indicado por cores

Individualmente, podemos contribuir para o desenvolvimento sustentável por meio de ações simples, como:

  • auxiliar na coleta seletiva e reciclagem do lixo
  • evitar o desperdício de água
  • evitar o uso de sacolas plásticas
  • economizar o uso da água
  • redução o consumo de carne bovina
  • usar fontes renováveis de energia
  • preferência pelo consumo de produtos biodegradáveis
  • adoção transportes alternativos, como andar pé, bicicletas ou dividir o transporte com alguém
  • produção e consumo de alimentos orgânicos

Na comunidade, ações importantes se destacam quanto ao investimento em sistemas de esgoto, uso de sistema solar de energia, desenvolvimento de hortas comunitárias e adoção de biodigestores.

A cada atitude em menor escala, promove-se uma ação em cadeia, desenrolando movimentações globais que podem ser tomadas por grandes líderes. Exemplos:

  • criação de unidades de conservação ambiental
  • uso de tecnologias economicamente viáveis no desenvolvimento industrial
  • redução do consumo de energia
  • preservação dos ecossistemas e biodiversidade
  • manutenção das áreas verdes
  • racionalização da exploração dos recursos minerais

O desenvolvimento sustentável contribui, de forma muito benéfica, para melhorar a qualidade de vida da população. A médio e longo prazo, será possível perceber a redução dos índices de poluição das águas, preservação dos recursos naturais, manutenção da vida terrestre de forma qualitativa e evitar a ocorrência de grandes catástrofes naturais.

As atividades rumo à sustentabilidade podem partir de cada um de nós. Basta se vigiar toda vez que quiser jogar o papel de bala no chão ou lavar a calçada com a mangueira. É a partir de pequenas atitudes que podemos salvar o planeta.

Comentários (1)
Adicionar Comentário
  • Maria clara

    E muito bom pra estudar