Tecido muscular

Continue lendo para conhecer um dos tecidos responsáveis pela sustentação do corpo dos animais.

O tecido muscular compõe o sistema muscular e é especializado nas funções motoras do corpo dos animais, através da sua alta capacidade de contrair e relaxar suas células.

Esse tecido representa pelo menos 40% da massa corporal de um indivíduo adulto e as principais características dele são a capacidade de excitação, contração, extensão e elasticidade.

Função do tecido muscular

Confira as principais funções do tecido muscular:

  • Promover a movimentação do corpo juntamente com o sistema esquelético;
  • Movimentação de substâncias no corpo;
  • Estabilizar posições do corpo, como manter o pescoço ereto;
  • Regular o volume dos órgãos;
  • Produzir calor para o corpo.

Contração dos tecidos musculares

A contração muscular é realizada através de estímulos que são comandados pelo sistema nervoso e utilizam energia em forma de ATP.

Ele é constituído de células alongadas conhecidas como fibras que se mantêm agrupadas em feixes. A principal função delas é realizar a contração e distensão e, para isso, têm inúmeros filamentos de actina e miosina.

A contração muscular varia de acordo com o estímulo recebido e quantidade de fibras que foram estimuladas por ele, ou seja, uma contração só ocorre quando o estímulo nervoso for forte o bastante para atingir um número significativo de fibras.

Tecido muscular – Contração muscular.

Ao longo das fibras podem ser encontradas estriações transversais de faixas claras, compostas de actina, e faixas escutas sarcômero, compostas de miosina, formando uma estrutura chamada sarcômero.

As células musculares possuem inúmeros sarcômero nas microfibrilas com discos transversais chamados de linhas Z.

A contração muscular ocorre quando o filamento de actina desliza sobre o filamento de miosina, encurtando as microfibrilas e provocando a contração.

Tipos de tecido muscular

Os tecidos musculares podem ser de três tipos diferentes, sendo eles: tecido muscular liso, tecido muscular estriado esquelético, tecido muscular estriado cardíaco.

Tipos de tecido muscular.

Eles são formados por células que recebem uma nomenclatura especial:

Tecido muscular liso

O tecido muscular liso se caracteriza por não possuir estriações em suas células, por isso, ele também pode ser chamado de tecido muscular não estriado.

Ele está presente em muitos órgãos envolvidos em movimentações internas, como a digestão. Esse tecido pode ser encontrado no estômago, intestino delgado, bexiga, útero, ductos glandulares e vasos sanguíneos.

O tecido muscular liso apresenta contração lenta e involuntária, tem células alongadas, uninucleadas e com extremidades afiladas.

Os filamentos de actina e miosina não se organizam em padrões regulares de feixes, como acontece nos outros tipos de tecido muscular.

No tecido muscular liso, as fibras se mantêm unidas por junções do tipo gap e zonas de oclusão.

Tecido muscular liso.

Tecido muscular estriado esquelético

O tecido muscular estriado esquelético, como o nome deixa claro, está intimamente ligado ao esqueleto. Ele possui contração voluntária e rápida dos músculos.

As fibras são formadas por diversas microfibrilas que estão organizadas em estriações transversais, formando longos cilindros que podem chegar a ter o comprimento do músculo ao qual fazem parte.

As células do tecido muscular estriado esquelético são multinucleadas e todos os núcleos se mantêm na periferia das fibras, próximos à membrana celular.

Tecido muscular estriado esquelético.

Tecido muscular estriado cardíaco

O tecido muscular estriado cardíaco é o músculo que forma o coração, por isso, ele recebe esse nome. As contrações desse tecido são vigorosas, rítmicas e involuntárias.

Ele é formado por células alongadas, ramificadas e com, no máximo, dois núcleos centrais e unidas por estruturas chamadas de discos intercalares, presentes nas extremidades.

Apresenta estrias transversais que seguem a organização dos filamentos de actina e miosina, mas não formam microfibrilas.

As estriações do tecido muscular estriado cardíaco são mais curtas e menos evidentes do que do tecido muscular estriado esquelético.

Tecido muscular estriado cardíaco.

As mitocôndrias ocupam quase todo volume das células, evidenciando que esse tecido depende do metabolismo aeróbico e, consequentemente, de ATP para funcionar corretamente.

Existe tecido conjuntivo preenchendo espaços entre as fibras e os capilares sanguíneos deles são os responsáveis por oferecer oxigênio e nutrientes para as fibras.

Os batimentos do coração são controlados por células musculares cardíacas modificadas, chamadas de nó sinoatrial, que funcionam como um marca-passo.

Os sinais elétricos se propagam a cada segundo no tecido muscular estriado cardíaco e gera uma contração, que chamamos de batimento.

Veja também:

Sistema muscular