Classificação das plantas

As plantas podem ser de diferentes tipos morfológicos e estruturais, vamos conhecê-los?

As plantas são os organismos pluricelulares e fotossintetizantes que compõe o Reino Plantae. Elas são divididas em quatro grupos: briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas.

Briófitas

As briófitas são pequenas plantas dependentes de água para reprodução e, por isso crescem em locais muito úmidos sobre solos, pedras ou troncos de árvores. São as popularmente chamadas de lodo.

Os indivíduos desse grupo são avasculares, ou seja, não possuem vasos condutores, e, por isso, têm tamanho reduzido, em média não ultrapassam os 2 centímetros. Isso acontece porque o transporte nessas plantas é de célula à célula, se elas forem muito grandes esse transporte se torna ineficiente.

As briófitas não possuem órgãos verdadeiros, elas tem caulídeo, folídeo e rizoide.

Elas possuem ciclo de vida com alternância de gerações, sendo o gametófito a fase duradoura.

Os musgos são os principais representantes das briófitas, mas além deles também temos as hepáticas e os antóceros nesse grupo.

Briófitas vivendo em um tronco de árvore.
Briófitas – Sphagnum

Pteridófitas

As pteridófitas são as primeiras plantas vasculares, ou seja, que possuem um sistema de condução de seiva e água.

A presença de xilema e floema caracteriza as plantas chamadas de traqueófitas.

As pteridófitas crescem em altura porque são vasculares, por isso elas são plantas muito maiores que as briófitas. No entanto, continuam dependentes de água para reprodução, o que também faz delas plantas que vivem num habitat bastante úmido.

As pteridófitas são as primeiras plantas a terem divisão do corpo em órgãos, elas possuem caule, folhas e raízes.

O ciclo de vida dessas plantas é com alternância de gerações, sendo o esporófito a fase duradoura.

As samambaias são as principais representantes desse grupo, mas ele também inclui as avencas.

Pteridófitas vivendo em xaxim.

Gimnospermas

As gimnospermas são as primeiras plantas a possuírem sementes. No entanto, estas sementes não possuem um envoltório e dai o nome gimno (nu) e sperma (semente).

Por possuírem órgãos reprodutores diferentes e visíveis, elas são chamadas de plantas fanerógamas.

Por conta da presença de um aparelho reprodutor bem desenvolvido as gimnospermas não são mais dependentes da água para a fecundação, isso permitiu que essas plantas colonizassem locais mais secos.

A planta adulta é o esporófito e elas tem como característica as folhas aciculadas, ou seja, longas e em formato de agulha.

Os principais representantes desse grupo são o pinheiro, o cipreste, o cedro e as sequoias, que são as maiores árvores do planeta.

Gimnospermas – Araucárias.

Angiospermas

As angiospermas são as plantas com maior número de representantes. Se você parar pra pensar em plantas, com certeza a maioria das plantas que você se lembrar farão parte desse grupo.

Elas são plantas fanerógamas completas, ou seja, com flores e frutos.

A planta adulta é o esporófito, o gametófito é extremamente reduzido nas angiospermas.

Essas plantas podem ter os mais variados tamanhos e formas.

A reprodução é dependente da polinização das flores para que haja variação genética entre elas.

Angiosperma – Ypê em floração.

Veja também:

Grupos de plantasplantas criptógamasplantas fanerógamasReino Plantaetipos de plantas