Após problemas de segurança no Encceja, MEC afasta servidores

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, informou que afastou dois servidores. O motivo seria a quebra no protocolo de segurança no Encceja.

0

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, informou que afastou dois servidores. O motivo seria a quebra no protocolo de segurança nos procedimentos de confecção da prova do Encceja 2019.

O Encceja serve para conceder o diploma de conclusão do ensino fundamental ou médio. O foco são jovens e adultos que não conseguiram obtê-lo na idade adequada.

Lopes disse que ainda não sabe se a medida vai resultar no adiamento do exame. Ele está previsto para ocorrer no dia 25 de agosto em 611 municípios.

A quebra de segurança ocorreu durante a etapa de entrega da prova para a gráfica. Pelo protocolo do Inep, um servidor transporta uma mídia física, como um pendrive ou DVD, com as questões do exame. Outro servidor leva a senha memorizada para a abertura da mídia.

Os dois viajam em voos separados. A servidora que deveria memorizar a senha, esqueceu e pediu para o seu superior entrar na sala de segurança do Inep para enviar. O novo envio da senha ocorreu de forma eletrônica, o que é proibido pelos protocolos do Inep.

O motivo é evitar que haja algum tipo de captura dos dados eletrônicos seja por ligação, ou envio de dados por e-mail ou aplicativos.

“O que houve foi que a servidora que memorizou a senha, esqueceu a senha. Ela entrou em contato com seu superior no Inep. Ele entrou novamente na nossa sala segura e transmitiu a senha por forma eletrônica.

Aí é que houve a quebra no protocolo de segurança. A partir daí foi que tomamos a decisão de fazer o desligamento das pessoas e o afastamento para que a gente possa fazer a apuração de responsabilidade.”

Inscrição garantida

Lopes, que assumiu a presidência do Inep há poucos dias. Ele disse que a quebra no protocolo não afetará os calendários de inscrições para o exame, que começaram ontem (20) pela internet e seguem até o dia 31 de maio.

A inscrição é gratuita. Para se inscrever é preciso ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é 18 anos. Até o momento cerca de 730 mil pessoas se inscreveram para o Encceja.

“Houve uma quebra no protocolo de segurança. Por conta disso a gente resolveu trazer isso a público e informar que as pessoas podem continuar a fazer suas inscrições no Encceja. Vamos fazer o desligamento dos servidores que fizeram essa inconformidade. Vamos reunir a equipe técnica para ver como vamos proceder em relação a prova.”

As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto em 611 municípios. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.