Atriz de Sex Education proíbe seus filhos de assistirem a série

Gillian Anderson protagonizou cenas “picantes” nas telas da Netflix. A sua orientação aos filhos foi para que não assistissem o seriado.

A Netflix é a plataforma de streaming por assinatura mais assistida da atualidade. São milhões de clientes que consomem, em grande parte, as produções originais da empresa. Uma das apostas da plataforma está em temas um pouco mais picantes para as séries. Uma dessas produções gerou polêmica recentemente com Gillian Anderson. 

Leia mais: +18: Confira duas séries para adultos que retratam o universo Marvel

A atriz de 53 anos revelou que proibiu seus filhos de assistirem a série Sex Education, na Netflix. O motivo seria as cenas de sexo que ela própria protagoniza.

Orientação

Anderson disse ao podcast The Radio Times que orientou os filhos a não assistirem a série. Os três filhos da atriz têm 26, 14 e 12 anos. Ela concordou que não tem certeza se eles seguiram sua orientação, mas prefere acreditar que sim.

“Quando a série foi lançada, pedi a eles para não assisti-la. No entanto, não tenho controle sobre o que eles fazem na casa de seus amigos. Não tenho controle sobre o que seus amigos mostram a eles”. Foi o que disse a atriz no podcast.

Séries picantes

Parece que a Netflix acertou em cheio ao investir em produções como Sex Education e Bridgerton. Outra produção é a série Sex/Life, que já soma visualizações de peso dentre as opções. Outro título forte é o do seriado Sexify, que também oferece um entretenimento com apelo mais sensual.

Stranger Things, Glow, O gambito da Raia são séries aclamadas pela crítica da Netflix. Não fazem parte do catálogo picante, mas mantêm a empresa competitiva. Vale destacar que Disney+ e HBO Max vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado brasileiro.

Por isso, as produções voltadas para públicos mais velhos podem ser um diferencial. Afinal de contas, temas que trabalham o sexo tradicionalmente costumam render boa audiência.

Aliás, a temática não necessariamente precisa se ater ao público adulto. Séries como Sense 8 e Bridgerton se atentam para a sexualidade humana de forma ampla. Ao contrário, Sex/Life, Bonding e Sex Education vão direto ao que se propõem. 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More