Banco Central divulga nova data para retirada de “valores esquecidos”

Segundo o UOL, o Banco Central informou que os valores serão guardados por tempo indeterminado até que o dono peça para retirá-lo.

A partir de 2 de maio haverá mais uma oportunidade para os clientes de instituições financeiras retirarem seus valores que ficaram esquecidos, segundo informações oficiais do Banco Central (BC). Entretanto, muitas pessoas ainda estão com dúvidas sobre o futuro do valor, caso ninguém faça o seu resgate.

Segundo o UOL, o Banco Central informou que os valores serão guardados por tempo indeterminado até que o dono peça para retirá-lo. Vale ressaltar que o BC estabeleceu um período para consultas e pedidos de transferência, de acordo com a data de nascimento, somente para estruturar uma organização da demanda.

Aqueles que já recuperaram algum valor na primeira fase, ainda podem receber novamente nas seguintes situações:

  1. Valores de tarifas cobradas indevidamente;
  2. Parcelas de operações de crédito cobradas de forma indevida;
  3. Contas de pagamento pré-pagas e pós-pagas finalizadas que possuíam saldo disponível;
  4. Contas de registro guardadas pelas corretoras encerradas com saldo;
  5. Entidades em liquidação extrajudicial;
  6. FGC (Fundo Garantidor de Créditos);
  7. FGCoop (Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito).

Como consultar e resgatar dinheiro no Sistema de Valores a Receber?

Passo 1
Acesse o site valoresareceber.bcb.gov.br.

Passo 2
Faça login com a conta Gov.br. Caso o usuário ainda não tenha conta ouro, deverá aumentar o seu nível de segurança na plataforma. O Banco Central reforça a importância de aumentar a segurança antes de agendar o resgate.

Passo 3
Leia e aceite o termo de responsabilidade.

Passo 4
Confira o valor. A instituição tem o ônus de fazer a devolução do valor a receber.

Passo 5
Clique na opção indicada pelo sistema:

  • “Solicitar por aqui”: Opção que faz a devolução via Pix no prazo de 12 dias úteis. Sendo assim, o usuário deve preencher os dados pessoais e de pagamento, anotar o número de protocolo fornecido e aguardar a transferência.
  • “Solicitar via instituição”: Caso o banco não ofereça a opção de devolução por Pix. Assim, o usuário deverá contatar a instituição via telefone ou e-mail para agendar a forma de retirada do valor. Nessa opção, existem duas formas de transferência: Documento de Crédito (DOC) ou Transferência Eletrônica Disponível (TED).
você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More