Biden anuncia taxação das grandes fortunas

O presidente norte-americano decidiu incorporar uma de suas propostas de campanha: a taxação das grandes fortunas. Entenda!

No dia 28 de março de 2022, o presidente norte-americano Joe Biden anunciou um novo plano de impostos voltado para bilionários referente ao orçamento de 2023. Você deve estar se perguntando, como assim? É isso mesmo, caro(a) leitor(a), o líder dos Estados Unidos, como forma de garantir uma tributação “mais justa” em sua perspectiva, decidiu aderir à taxação das grandes fortunas para aqueles 0,0001% mais ricos do país.

Leia também: Conheça os 7 homens mais ricos da Rússia

Esse projeto anunciado por Biden chama-se “Imposto de Renda Mínima do Bilionário”. Essa proposta determina, basicamente, que os americanos mais ricos terão que pagar no mínimo 20% de imposto sobre a renda. Essa proposta, é importante salientar, será aplicada a famílias que possuam um patrimônio superior a US$100 milhões (R$473,61 milhões) ou mais.

De acordo com a justiça fiscal, a riqueza acumulada durante a pandemia pelos bilionários é de 1,7 trilhões de dólares. Só o bilionário Elon Musk, nos três primeiros meses de 2022, conseguiu agregar em seu patrimônio cerca de 4,5 bilhões de dólares, acumulando uma fortuna de aproximadamente 1,28 trilhões de dólares.

Não obstante, de acordo com um levantamento feito pela Casa Branca, as 40 famílias mais ricas dos Estados Unidos pagavam, em média, somente 8,2% dos impostos de renda anuais. Isso se dava, em grande parte, porque o Imposto de Renda considerava o contracheque que os trabalhadores levavam para casa como meio de monitorar a tributação, o que, evidentemente, com bilionários não faz o menor sentido.

A proposta americana fundamenta-se na premissa de que muitos bilionários driblam a receita com o “ganho de capital não realizado”, visto que esse modelo de pagamento é isento de Imposto de Renda. Com a proposta de imposto mínimo, a taxação passará a ocorrer sobre o patrimônio e não sobre o contracheque.

Com essa novo modelo de taxação, Elon Musk (CEO da Tesla), teria que pagar um imposto em torno de US$ 50 bilhões ou R$ 236,58 bilhões. Já Jeff Bezos (CEO da Amazon), pagaria em torno de US$ 35 bilhões ou R$ 165,61 bilhões, enquanto Mark Zuckerberg (CEO da Meta/Facebook), em torno de US$ 16 bilhões ou R$ 75,71 bilhões.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More