As melhores brincadeiras para gincana

Ideal para movimentar os eventos da escola, as gincanas são capazes de proporcionar momentos únicos de diversão e aprendizado.

0

Dia de gincana na escola é uma verdadeira festa. Elas são um momento em que todas as turmas têm oportunidade de se encontrar e brincarem juntas. Além da competitividade saudável, elas estimulam a cooperação e valorizam o trabalho em equipe.

Enquanto em algumas escolas elas acontecem rotineiramente, em outras elas são reservadas para datas comemorativas, o que faz com sejam ainda mais especiais.

É possível formar uma equipe a partir da cada turma. Entretanto, dependendo da quantidade de alunos, dentro de uma mesma classe podem ser formadas várias equipes.

Durante a gincana, para identificá-las, elas podem estar vestidas com roupas da mesma cor, ou apenas usando acessórios como faixas na cabeça e fitas nos pulsos. Para evitar confusões entre as crianças, é importante que um professor ou monitor seja designado para organizá-las.

Além disso, é necessário que outro professor seja o responsável por contabilizar os pontos das provas e anunciar a equipe vencedora. O prêmio? Pode ser um dia na piscina da escola, um passeio, ou simplesmente uma medalha. O que vale mesmo é a diversão dos estudantes.

Para inspirar professores e membros de equipes pedagógicas, preparamos várias sugestões de brincadeiras para gincana.

Empilha copos

Além de ser muito divertida, é ideal para trabalhar agilidade e concentração, por isso, aqueles colegas mais rápidos são os ideais para representar a equipe. A faixa etária indicada é a partir dos 8 anos.

Material necessário:

  • Copos de plástico
  • Mesa

Como brincar

Cada equipe participante da gincana deverá escolher um colega fazer para a prova. A execução pode ser feita ao mesmo tempo, para ganhar agilidade. Mas se houver tempo disponível, cada participante poderá fazer a prova de uma vez, sendo necessário apenas um cronômetro para verificar o tempo final de cada um.

Soma pontos a equipe que conseguir montar a torre no menor tempo. A indicação é de que ela tenha dez copos, mas para aumentar o grau de dificuldade o organizador poderá estabelecer uma quantidade maior.

Bala na farinha

Uma das brincadeiras mais tradicionais das gincanas nas escolas, a bala na farinha, apesar de fazer muita bagunça, é extremamente divertida. A indicação é para crianças um pouco mais velhas, principalmente a partir dos dez anos.

É necessário que ela seja sempre supervisionada por um adulto, visto que há risco de sufocamento com a farinha.

Material necessário

  • Bacia
  • Farinha de trigo
  • Bala de goma

Como brincar

Na brincadeira, o objetivo é resgatar uma, ou mais balas, que estarão na vasilha com farinha, isso no menor tempo possível e sem usar as mãos. Um membro da equipe será escolhido para representá-la.

As bacias são posicionadas lado a lado, e os participantes precisam ficar com as mãos para trás. Somente com a boca eles devem procurar as balas e retirá-las da farinha. Vence a equipe que retirar a bala primeiro, ou retirar o maior número delas no menor tempo, a critério da organização da brincadeira.

Corrida de braço

A competição consegue mostrar que com o apoio de outra pessoa conseguimos ir mais longe. Nela, a união, companheirismo e o trabalho em dupla são fundamentais. Pode ser executada por participantes de todas as idades.

Material necessário

  • Fita ou faixa de tecido

Como brincar

Disputada por duplas, a brincadeira pode ser feita apenas com os participantes se abraçando. Porém, para aumentar a dificuldade, é possível amarrar também as pernas dos competidores com a faixa de tecido.

Antes do início, será traçada uma linha para demarcar a chegada. Depois de formadas as duplas, elas devem posicionar-se por trás da linha de partida. Ao sinal, será dada a largada. É imprescindível que os competidores permaneçam abraçadas durante todo o percurso. As duplas que se separarem serão eliminadas. Vence quem cruzar a chegada primeiro.

Passa bexiga

É considerada uma brincadeira que estimula a coordenação motora grossa, a concentração e agilidade, sem contar que é muito divertida.

Material necessário

  • Bexigas (ou balões)

Como brincar

Será escolhido um participante de cada uma das equipes. Porém, se foram poucas é possível escolher dois ou três, para que a execução seja um pouco mais demorada.

Com a bexiga já cheia, os competidores serão posicionados em uma fila indiana, ou seja, um atrás do outro. Na ida, o primeiro da fila deverá esticar os braços por trás da cabeça e passá-la ao seguinte, até que termine a fila.

Na volta, ao contrário da ida, a bexiga deverá ser passada entre as pernas dos participantes que estiverem na frente. Quem deixar a bexiga cair é eliminado. Vence, e soma ponto para a equipe, aquele participante que ficar por último na brincadeira.

Derretendo o gelo

Ela pode ser feita por crianças a partir dos 7 anos e é ótima para despertar a criatividade dos pequenos, já que eles terão que fazer de tudo para alcançar o objetivo.

Material necessário

  • Pequenos objetos
  • Forminha de gelo
  • Copo de plástico

Como brincar

Algum tempo antes é necessário preparar o gelo. Para isso, é preciso colocar o objeto nas forminhas, completá-las com água e levar para o freezer, de modo que o gelo envolva toda a peça.

Na hora da brincadeira, o competidor de cada equipe receberá um copinho com o gelo. Sua missão é derretê-lo sem encostá-lo e sem tirá-lo do copo. Usando a criatividade, as crianças poderão usar as mãos, ou outras partes do corpo para esquentar o copo até alcançar o objetivo, que é retirar o objeto do centro do gelo. Vence a equipe que terminar primeiro.

Jogo das perguntas

Por oferecer vários pontos, o jogo pode ser reservado para ser a última brincadeira, sendo o desafio final de gincana. Ele funciona basicamente como um quiz, somando pontos para quem responder as perguntas de forma correta.

Material necessário

Fichas de perguntas sobre temas trabalhados em sala de aula

Como brincar

Cada equipe poderá escolher um ou mais representantes para participar do quiz. A quem for responder, o professor deve entregar um objeto sonoro, como uma buzina ou apito.

Depois de feita a pergunta e lidas as alternativas, quem fizer barulho primeiro poderá responder a questão. Se acertar, marca ponto para a equipe, mas se errar, passa a vez para o adversário. A cada pergunta respondida corretamente será marcado um ponto para a equipe.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.