Investindo em Brinquedos: Investimento mais lucrativo que títulos financeiros

Para muita gente, colecionar brinquedos deixou de ser um hobbie e se tornou um investimento lucrativo.

Nem só de títulos financeiros, obras de arte e ouro vive o investidor moderno. Há quem invista em produtos não tão comuns, mas muito lucrativos. E esse é o caso dos colecionadores de brinquedos que guardam em suas casas verdadeiros tesouros supervalorizados.

Com isso, esses investidores ou colecionadores cada vez mais estão em busca de brinquedos antigos, raros, que ficarão mais valorizados com o tempo. E tem mais, esse mercado chega a movimentar milhões de dólares ao ano e tem como carro-chefe brinquedos como Lego e a boneca Barbie. Sem falar nos brinquedos de super-heróis que atrai uma legião de fãs das sagas mais famosas de todos os tempos.

Por isso, para esses investidores, brinquedo é coisa de gente grande. Quer entender mais? Continue lendo.

Investimento em brinquedos em números

Segundo pesquisas recentes, o preço do mercado secundário de brinquedos Lego que já foram aposentados tem crescimento de 11% ao ano. Para exemplificar melhor o que esse número representa, esse crescimento é mais ágil que ouro, ações e títulos. Com isso, tem-se visto cada vez mais investidores chegando a esse mercado em detrimento de alguns investimentos mais tradicionais.

Além disso, diferentemente de títulos financeiros, ou obras de arte, o público desses investidores tendem a estar mais dispostos a compras supervalorizadas.

Por exemplo, uma pessoa que compra um brinquedo raro o atribui um valor sentimental muito grande, o que pode facilitar na hora da compra.

Um mercado em crescimento

A supervalorização desses produtos é o que mais aproxima pessoas desses investimentos, pois brinquedos que não são mais fabricados, valem muito. Além do mais, muitos desses itens fora de mercado tinham sido feitos de forma limitadas, sendo assim, para coleções especiais.

E isso é o que busca o fã, disposto a pagar o que for necessário para ter um item que ninguém mais tenha em sua coleção particular. Com isso, quem lucra é o investidor que vê o seu produto ter uma valorização de até 600% ao ano.

Portanto, é de se supor que haverá ainda mais investimentos nessa área, mudando a cara dos colecionadores de antiguidade: de amantes da arte à colecionadores de brinquedos.

Gostou do nosso conteúdo sobre investimento em brinquedos? Então confira outras matérias. Acessando aqui!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More