Caso Madeleine McCann ganha novo suspeito em investigações

Após 12 anos sem solução, o Governo Britânico decidiu continuar financiando a busca por Madeleine McCann. Um novo suspeito surgiu no início de 2019.


O Governo Britânico anunciou que financiará mais um ano de investigações acerca do caso de Madeleine McCann. A garota inglesa desapareceu em maio de 2007, na cidade de Algarve, em Portugal. Desde então, mais de 11 milhões de euros (cerca de R$ 48 milhões) já foram gastos à sua procura.

O pedido para a renovação do financiamento foi realizado em março pela Polícia Metropolitana. De acordo com o noticiário Sky News, os policiais receberam a autorização para utilizarem mais recursos. O intuito do financiamento é de dar continuação a investigação, iniciada em 2013.

Kate e Gerry McCann, pais de Madeleine, juraram nunca desistirem de encontrar a filha desaparecida. Em um comunicado, a família se demonstra extremamente grata aos esforços e financiamentos da Polícia Metropolitana.

De acordo com o porta-voz da família, o novo financiamento demonstra que os policiais continuam empenhados em achar uma resposta mesmo após 12 anos.

Além disso, os pais de Madeleine possuem a esperança de, um dia, descobrir o que aconteceu com a filha. Com isso, o novo financiamento disponibilizado promove uma crença e motivação aos pais, que sentem que ainda há trabalho a ser realizado.

O desaparecimento de Madeleine McCann

Madeleine desapareceu no dia 3 de maio de 2007, em um complexo turístico na Praia de Luz, sul de Portugal. A garota inglesa tinha 3 anos e passava férias com seus pais e irmãos quando sumiu.

Os pais saíram para jantar com casais de amigos em um restaurante dentro do complexo turístico, em uma distancia aproximada de 50 metros do quarto onde estava Madeleine, seus irmãos e outras crianças. Os pais e os amigos se revezavam para checar as crianças a cada 15 minutos.

Assim que chegou a vez de Kate ir até o quarto, ela percebeu que sua filha Madeleine havia desaparecido. Desde então, as investigações se iniciaram e diversas hipóteses sobre o desaparecimento foram criadas. Entretanto, nunca se chegou a uma conclusão sobre o que houve com Madeleine.

Caso segue há mais de 12 anos sem solução

Em maio de 2019, o caso de desaparecimento de Madeleine McCann completou 12 anos. Um pouco antes da data, um cidadão alemão foi apontado pela polícia como um novo suspeito para o sequestrador da garota.

Anteriormente a divulgação do novo suspeito, o cientista Mark Pelin, participante da investigação, afirmou quem uma reviravolta poderia vir a acontecer.

Devido a grande repercussão que permeia há anos acerca do desaparecimento, o Netflix lançou uma série documental sobre o caso, na qual revela detalhes sobre a investigação e possui depoimentos sobre o desaparecimento. Contudo, os pais de Madeleine McCann não contribuíram para a produção da série.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More