Caviar: O que é, de onde vem e por que é tão caro?

O caviar é feito a partir de ovas não-fertilizadas de peixes selvagens. Conhecido pelos altos preços, o produto esbanja luxo e riqueza. Entenda o motivo.

0

Nunca vi nem comi, eu só ouço falar. É claro que estamos falando do caviar! Quando se fala nessa iguaria já vem a ideia de luxo e riqueza. Mas por que esse alimento é tão requintado e sofisticado? Essa dúvida é muito comum entre as pessoas.

Primeiramente, o preço é exorbitante e, por isso, apenas pessoas com um alto poder aquisitivo usufruem desse tipo de alimento com frequência.

Mas afinal, o que é caviar?

Esturjão
O nome caviar é utilizado apenas para as ovas provenientes das espécies selvagens de esturjão, sobretudo as do Mar Cáspio e seus afluentes

O caviar tem a forma de bolinhas gosmentas. Mas, na verdade, eles são ovas não-fertilizadas de peixes selvagens.

Em específico, o peixe mais conhecido, é o esturjão, os quais são encontrados no Mar Cáspio. O esturjão depois do tubarão baleia é o maior peixe de água salgada do mundo.

Por ser difícil de ser encontrado, e estar em risco de extinção, o caviar pode e ser extraído de outros peixes selvagens, como salmão, truta, lumpo e tainha. Além disso,  o esturjão necessita de um longo período para que alcance a maturidade.

Sendo encontrado principalmente em canapés sofisticados, os quais aparecem mais em festas de milionários, esse tipo de alimento não possui nenhum aditivo, corante ou conservante.

Como é a extração das ovas?

O processo de produção de caviar é complexo e envolve certa insensibilidade, por isso, é muito criticado por protetores e defensores dos direitos dos animais.

Para fazer a extração é preciso que a fêmea ainda esteja viva, já que nesse momento as ovas ainda não foram fertilizadas. Isso porque, caso esteja morta, a fêmea libera toxinas nefastas nas ovas, o que as torna impróprias para o consumo.

Depois de tirar as ovas da fêmea viva, elas são peneiradas, lavadas e escorridas e triadas, conforme a consistência, tamanho e cor.

Depois desse processo, as ovas são salgadas em um tempo máximo de 15 minutos após extração, depois são levemente secas e acondicionadas em latas hermeticamente fechadas, onde pode ocorrer processos de maturação. Elas não podem ser pasteurizadas.

Por fim, a fêmea é morta e encaminhada para produção e comercialização de sua carne.

Comercialização do caviar

Caviar de salmão
Caviar de salmão

Para se ter uma noção, esse produto consegue render mais de milhões de dólares anuais. Basicamente, o preço do caviar pode chegar a R$ 6 mil ou até mais, por uma simples lata de 125 gramas. De uma forma geral, 1 kg do alimento pode custar 1.000 dólares.

No Brasil, as marcas mais baratas podem custar cerca de R$ 150,00 por 100g.

Além da gastronomia, o caviar também é usado para a produção de alguns cosméticos para tratamento de rejuvenescimento da pele. Isso ocorre devido à uma substância nutritiva chamada vitelline, a qual é rica em fosfolipídios e fosfoproteínas.

E então, por que é tão caro?

Como dito anteriormente, seu processo de importação, o longo período para que o esturjão alcance a maturidade, seu risco de extinção, o complexo processo de extração das ovas e seu armazenamento para que o produto esteja sempre fresco justificam seu exagerado preço.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.