Dá para criar coruja em casa? Saiba tudo sobre a domesticação da ave

Para quem gosta de pets mais exóticos, a coruja é uma ótima opção para criar em casa, mas que envolve criação específica. Conheça!

Conhecida pela sua beleza admirável e suas habilidades de caça, a coruja é um animal selvagem de hábitos noturnos que tem muitos admiradores, e além do mais, será que ela pode ser criada em casa?

A princípio, muitos desses admiradores desejam ter essa ave tão bela e diferentona em casa, e se perguntam como seria possível criá-la em casa.

Como é de se imaginar, existem detalhes que tornam essa criação um pouco mais difícil, tais como onde comprar e o respaldo legal necessário.

Além desses, outros pré-requisitos para a criação de corujas, como a idade mínima de 18 anos, são desconhecidos pelos brasileiros.

Por isso, hoje vamos explicar quais todas as questões envolvidas na criação de aves e quais passos você precisa tomar para ser um criador.

Conheça!

Pode criar corujas em casa?

A resposta é: sim, é possível! Atualmente no Brasil você pode estar criando corujas em seu ambiente doméstico, desde que obedeça às regras preestabelecidas.

Em primeiro lugar, as corujas são animais que só podem estar a venda em lojas credenciadas e dentro da lei, caso contrário, é tráfico.

Portanto, depois de comprar em uma loja legalizada, você deverá se cadastrar no SISPASS (Sistema de Controle e Monitoramento de Atividade de Criação Amadora de Pássaros).

Será feito a análise do seu cadastro, e somente com a aprovação da sua solicitação que você poderá criar uma coruja em casa.

As espécies de corujas que tem autorização para criação no Brasil são:

  • Coruja Orelhuda;
  • Corujinha-do-mato;
  • Coruja suindara;
  • Coruja buraqueira.

Cuidados necessários para a criação caseira de corujas

A primeira questão que você deve se atentar é ao habitar, o viveiro, pois criar uma coruja demanda espaço para que ela voe livremente.

Pegar uma coruja para ficar enclausurada não é uma opção!

O viveiro deve ser um local calmo, não muito quente e nem muito claro. Entretanto, a criação também exige poleiros e proximidade com seu habitat natural.

O outro passo é o passo da alimentação, o que representa a questão da saúde da coruja. Para isso, atente-se à dieta da ave.

Para quem não sabe, corujas se alimentam de animais menores, então você terá que ter em casa bichos mortos conservados.

Por fim, é importante saber que o contato manual com a coruja precisa ser calmo e aos poucos, sendo necessário ajuda de um profissional.

É preciso ter cuidado com esses animais que podem te ferir com as garras e bicos afiados.

E então? Ainda quer criar uma coruja?

Se você gostou da dica, acesse a Escola Educação e conheça mais dicas e muitas outras curiosidades! Acesse aqui!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More