Desenvolvedores da área de TI tem a maior taxa de recusa de empregos

Uma pesquisa mostrou que 35,46% das ofertas de emprego que foram feitas em dezembro de 2021 não foram aceitas pelos candidatos.

Uma pesquisa de mapeamento realizada pela empresa Intera mostrou que 35,46% das ofertas de emprego feitas em dezembro de 2021 não foram aceitas pelos candidatos. Esse levantamento foi realizado com cerca de 900 pessoas em todo o Brasil que participaram de aproximadamente 500 processos seletivos em mais de 150 empresas. Os profissionais de maior desistência são os desenvolvedores, com uma taxa maior que 61%.

Leia também: 4 dicas úteis para sobreviver a um emprego que você não gosta muito

Para os sêniores, profissionais de menor contratação, cerca de 59% das propostas de empregos são oferecidas e mais de 40% delas são recusadas. Já os profissionais juniores representam cerca de 81,8% de contratações e 18,2% de recusa das ofertas. Nos cargos de nível pleno, 74,9% aceitam as contratações e 25,1% recusam.

Um dos principais fatores para as recusas é que o trabalho onde se encontram atualmente oferece uma contra oferta melhor, e assim os candidatos optam por permanecer na empresa onde já estão atuando. Esse motivo foi apontado por cerca de 36,7% dos candidatos entrevistados. Outra justificativa, dada por 26,3% dos entrevistados, foi de ter sua aprovação em outro processo seletivo que para eles faria mais sentido no momento.

Os dados da pesquisa também mostram que, para 18,72% dos candidatos, a proposta de salário era abaixo do que estavam esperando, enquanto problemas pessoais representam cerca de 10,96% das recusas. Benefícios que não chamam atenção ficou com 5,94% e a falta daquele algo a mais na empresa que gerasse um propósito para eles ficou com 2,28%. “Uma coisa que ficou bastante nítida é a quebra da expectativa do candidato por não ter algo definido na empresa de onde veio a proposta de contratação com relação a proposta financeira na oferta”, informou Felipe Beranger, responsável pelo estudo.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More