Empresa permite ir ao cinema quantas vezes quiser com R$ 32 ao mês

A start-up administrada pelo cofundador da Netflix, Mitch Lowe, planeja diminuir o valor da assinatura MoviePass. Empresa que permite os cinéfilos assistirem filmes quantas vezes quiserem, pagando um valor único ao mês.

0

O cofundador da Netflix, Mitch Lowe, criou uma proposta para levar mais pessoas às salas de cinema. Sua ideia foi permitir que os cinéfilos assistam filmes quantas vezes quiserem com um valor único.

Lowe passou então a administrar a start-up MoviePass, nos Estados Unidos. Quando a empresa foi fundada, o valor da assinatura mensal era US$ 30. Mas, os planos são de diminuir para US$ 9,95 (R$ 32,00).

Feita a assinatura, os clientes poderão, então, assistir filmes em uma sessão por dia em qualquer cinema que aceite cartão de débito. A MoviePass, então cobrirá o valor total do ingresso, menos em salas 3D ou Imax.

A MoviePass perderia muito dinheiro cobrindo a maior parte do valor em ingressos. Pensando nisso, a empresa passou a arrecadar recursos e vendeu uma participação majoritária para uma pequena empresa de dados chamada Helios and Matherson Analytics.

Objetivo de marketing

A empresa de dados Helios and Matherson Analytics afirma que um dos objetivos de comprar a participação majoritária da MoviePass é reunir base de clientes para coletar dados sobre o comportamento dos telespectadores.

Assim, seria um melhor caminho para direcionar propagandas ou outras estratégias de marketing para os assinantes.

O que as operadoras de cinema acham da proposta?

É bem provável que as operadoras de cinema aprovem a proposta. Principalmente por ser uma iniciativa que permita aumentar as vendas de ingressos.

As maiores operadoras de cinema perderam cerca de US$1,3 bilhão em valor de mercado. De acordo com a Motion Picture Association of America, os números de ingressos vendidos nos Estados Unidos e no Canadá diminuiu ligeiramente. A bilheteria subiu apenas 2%, por conta dos ingressos mais caro.

Segundo o site Box Office Mojo, o custo de ingressos nos Estados Unidos dobrou nas últimas décadas. Neste ano, o preço médio é de US$8,89 e pode variar de acordo com algumas cidades.

Sobre a MoviePass

A start-up MoviePass surgiu no ano de 2011. Sua base de lucros era cobrir o valor das pessoas que iam constantemente ao cinema pagando os US$30 da assinatura e lucrar com os que pagavam mensalmente, mas não iam sempre assistir filmes.

A empresa não divulgou o número de usuários, mas Lowe declara que o modelo à base de dados ainda está muito distante. A estratégia de Lowe é resolver problemas relacionados ao declínio das vendas de ingressos de cinema.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.