Entenda como a ‘startup’ faturou R$ 3 milhões apenas com comentários online

Em resposta a digitalização acelerada provocada pela pandemia, muitos e-commerce foram criados e muitas empresas direcionaram-se para a internet.

Atualmente o fornecimento de dados tem ocupado grande destaque entre o meio empresarial, e foi pensando nisso que a ‘startup’ conseguiu alcançar um faturamento de R$ 3 milhões, apenas com comentários online. Está empresa situa-se no ramo de vendas de relatórios, dashboards e algoritmos relacionados à demanda.

Tudo isso, graças à ciência de dados, área cada vez mais necessária nas empresas atualmente. Este meio é focado em compreender a relação dos dados e demais informações que possuem características essenciais para os negócios, além disso, incluem as muitas visões obtidas sobre determinado assunto.

Em suma, é uma ciência que busca conhecer os dados, processos de capturas, transformação, geração e também análise de dados. Sob posse destas pesquisas, a empresa consegue se prevenir quanto a crises e também prejuízos.

A empresa responsável pelo faturamento alcançado é a Orbit. Ela passou a utilizar determinada área para avaliar hipóteses e achar insights sobre o modo de consumo. Além disso, o negócio da empresa está focado com priorizar a criação de modelos estatísticos e de inteligência artificial, moldados conforme a necessidade de cada cliente.

Iniciada no meio de uma pandemia, a empresa Orbit alcançou a especialização de desenvolvimento de algoritmos, metodologias de pesquisa para mostrar a grande montanha de dados distribuídos pela ‘internet’. Das empresas que fazem parte dos seus clientes encontramos a Ambev, Pfizer, Nubank e Mercedes-Benz.

Em resposta a digitalização acelerada provocada pela pandemia, muitos e-commerce foram criados e muitas empresas direcionaram-se para a internet. Logo, organizar informações do mundo digital foi o ingrediente segredo utilizado pela empresa.

“Quando se trata de análise de consumidores, nós acreditamos no oposto, que cada setor e empresa possui perguntas muito específicas sobre seus públicos. Ajudá-las e respondê-las com modelos próprios e customizados é o que explica grande parte do nosso crescimento nesse período” disse Caio Simi, CEO da Orbit, em entrevista para a revista Exame.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More