Escola do Futuro: Uso da tecnologia como preparo para vida profissional

O novo modelo escolar visa conciliar o uso da tecnologia com o método de ensino, de modo a potencializar o conhecimento do aluno e o preparar para a vida profissional.


Os meios de comunicação e interação mudaram. E com eles, houve também uma mudança nos modos de ensino como um todo. Atualmente, computadores e tablets estão inseridos dentro dos elementos educacionais, juntamente a livros, cadernos e outras demais tecnologias.

Esse é apenas um dos elementos presentes nas Escolas do Futuro, que são voltadas à inovações e uso de tecnologias com o intuito de gerar uma maior interatividade das instituições com os alunos e suas famílias. Dessa forma, os recursos digitais estão sendo cada vez mais utilizados como ferramentas de trabalho e de educação.

Para isso, as escolas se adaptam de acordo com as necessidades demonstradas pelos alunos, que possuem alto contato com a tecnologia desde cedo. Assim, a educação passa a ter um viés cada vez mais aplicável ao cotidiano, de modo a acompanhar as transformações ocorridas na sociedade.

A Escola do Futuro

O modelo chamado de “escola do futuro” não se limita apenas ao espaço da sala de aula. Além disso, o professor passa a não ser mais a única fonte de referência para o ensino e o conhecimento do aluno. Assim, as escolas do futuro visam educar os alunos não apenas para o ambiente escolar, mas sim para a vida.

Os estudantes que iniciam a vida escolar atualmente já conseguem ter um amplo acesso às tecnologias, possuindo facilidade para a realização de pesquisas por meio de celulares e computadores. Isso ocorre devido a grande transformação socio-tecnológica que ocorreu na sociedade como um todo.

Dessa forma, a escola do futuro busca conciliar esse fato da modernidade com as formas de ensinar. É necessário entender que a educuação deve se adaptar aos novos métodos de ensino, para que os resultados educacionais sejam conquistados e que o modo de estudo se torne interessante.

Ferramentas e Valores da Escola do Futuro

A principal mudança presente na escola do futuro é o uso da tecnologia como aliada para o ensino. A inserção dos meios tecnológicos não se dão apenas pela liberdade do uso de tablets e computadores em sala, mas sim do entendimento dos recursos disponíveis pela transformação digital. Alguns desses recursos são: Big data, automação de processos e digitalização de conteúdos.

Outra mudança é o modo de organização das salas e das aulas. Uma das propostas que já está sendo imposta em algumas instituições, é o processo da sociabilidade. Com isso, os alunos são estimulados a compartilhar experiências e aumentar as interações com os colegas e as máquinas. Não haverá também uma ligação rígida com apenas um ambiente de ensino, como a sala de aula.

Além disso, há também a inserção de ferramentas que possibilitam que os pais acompanhem de perto a educação e rotina escolar do filho. Assim, haverá um maior compartilhamento das responsabilidades ligadas à educação e as ideias e visões passadas para os alunos.

Com as mudanças presentes nas escolas do futuro, é possível conciliar o melhor do modelo tradicional de ensino com as possibilidades e vantagens da tecnologia. Com isso, os alunos ganham maior autonomia para construir seu conhecimento. A finalidade é gerar a experiência do contato tecnológico que ele terá em sua vida profissional.

Dessa forma, o novo modelo visa explorar os conhecimentos prévios dos alunos e estimular o seu poder de questionamento. Ademais, as escolas do futuro buscam conscientizar os estudantes acerca das diferenças e da importância do respeito e bom convívio com o outro.

Confira: Tecnologia facilitará a implantação do novo Ensino Médio.

Benefícios para os Estudantes

A escola do futuro oferece diversos benefícios para os estudantes, visto que combina ferramentas digitais que podem potencializar o ensino no ambiente escolar. Algumas das vantagens desse estilo escolar são:

  • Discussão sobre temas atuais;
  • Aulas interativas e dinâmicas;
  • Estimulo a autonomia estudantil;
  • Participação ativa dos professores;
  • Aumento do interesse dos alunos pelas aulas;
  • Tecnologia como ferramenta para o aprendizado.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More