Império Babilônico

O Império Babilônico se desenvolveu no Oriente Médio na região da Mesopotâmia, atual Iraque.

0

A Mesopotâmia conhecida como o berço das civilizações surgiu às margens dos rios Tigre e Eufrates no Oriente Médio, por ser uma região muito fértil devido às cheias desses rios, foi habitada por diversos povos. A rotatividade de civilizações que dominaram o território mesopotâmico foi intensa, entre as culturas que ali se instalaram podemos destacar os sumérios, acádios, babilônicos, assírios, caldeus e amoritas.

Entre as características em comum desses povos podemos citar a religião politeísta, a centralização do poder em apenas uma pessoa, normalmente um imperador ou rei e a economia baseada na agricultura e no comércio de caravanas.

As guerras também foram uma prática em comum entre essas civilizações, era através dos conflitos que um povo conseguia instituir seu domínio na região. Os povoadores chegaram a Mesopotâmia por volta de quatro mil anos a.C. As primeiras cidades foram Ur, Uruk, Nínive, Babilônia, Akkad, Kish, Hatra, Babel, Acádia e Nimrud.

Na região mesopotâmica a diversidade cultural promoveu o desenvolvimento de ações extremamente importantes que nos são válidas até hoje, como códigos jurídicos, as primeiras escolas, o desenvolvimento dos códigos que dariam origem a escrita, princípios médicos e conhecimentos matemáticos como a multiplicação e a divisão.

Império Babilônico - Mapa
Mapa Império Babilônico, região destacada em vermelho

Segundo os historiadores, os povos sumérios foram os primeiros a se estabelecer na Mesopotâmia, foram eles os responsáveis por criar os símbolos gráficos que dariam origem a escrita. Controlaram a região até a invasão dos acádios, que mais tarde também seriam dominados, dessa vez pelos amoritas os fundadores do Primeiro Império Babilônico.

Primeiro Império Babilônico

Com a dizimação dos sumérios e acádios, os amoritas iniciaram a construção do seu império, por volta do ano 1900 a.C, esse seria o primeiro império da região. No entanto os constantes conflitos dificultavam a organização da sociedade dos amoritas, que só viria a se organizar a partir do governo do Imperador Hamurábi. Quando começou o seu reinado, Hamurábi conseguiu unificar e trazer a paz para o Império, o autoritarismo era uma das principais características do imperador, a cidade da Babilônica se tornou a capital dessa civilização, sendo o maior centro urbano e comercial da Idade Antiga.

Hamurábi através da sua política pacificadora conseguiu dominar quase toda a Mesopotâmia, cercou a Babilônia com muralhas para impedir as invasões e determinou a adoração ao deus Marduk, muitas das ações do povo babilônico, como a construção da Torre de Babel, podem ser lidas na Bíblia Sagrada.

O imperador impulsionou a agricultura e o comércio, fazendo da Babilônia uma capital próspera e moderna. Entre as reformas promovidas pelo imperador, podemos destacar a elaboração do Código de Hamurábi, um sistema de leis de ordem jurídica, penal e administrativa baseadas na Lei de Talião: olho por olho, dente por dente. Abaixo segue algumas leis determinadas pelo Código de Hamurábi:

  • 1 – Se alguém enganar a outrem, difamando esta pessoa, e este outrem não puder provar, então aquele que enganou deve ser condenado à morte;
  • 14 – Se alguém roubar o filho menor de outrem, este alguém deve ser condenado à morte;
  • 21 – Se alguém arrombar uma casa, ele deverá ser condenado à morte na frente do local do arrombamento e ser enterrado;
  • 48 – Se alguém tiver um débito de empréstimo e uma tempestade prostrar os grãos ou a colheita for ruim, ou os grãos não crescerem por falta d’água, naquele ano a pessoa não precisa dar ao seu credor dinheiro algum. Ele deve lavar sua tábua de débito na água e não pagar aluguel naquele ano;
  • 129 – Se a esposa de alguém for surpreendida em flagrante com outro homem, ambos devem ser amarrados e jogados dentro d’ água, mas o marido pode perdoar a sua esposa, assim como o rei perdoa a seus escravos;
  • 138 – Se um homem quiser se separar e sua esposa que lhe deu filhos, ele deve dar a ela a quantia do preço que pagou por ela e o dote que ela trouxe da casa de seu pai, e deixá-la partir;
  • 194 – Se alguém der seu filho para uma ama e a criança morrer nas mãos desta ama, mas a ama, com o desconhecimento do pai e da mãe, cuidar de outra criança, então eles devem acusá-la de estar cuidando de uma outra criança sem o consentimento do pai e da mãe. O castigo desta mulher será ter os seus seios cortados.

Com a morte do Imperador Hamurábi, o império Babilônico não conseguiu permanecer estável, uma serie de rebeliões e invasões de povos como os hititas e os cassitas levaram à decadência da Babilônia por volta do ano 1300 a.C. A queda desse império possibilitou o surgimento de diversos outros reinos, merecendo destaque o reino dos assírios, que dominaram todos os povos que outrora foram dominados pelos babilônicos.

Segundo Império Babilônico

A cidade de Assur se tornou a capital dos assírios, um dos imperadores mais famosos foi Assurbanipal, estes foram os povos mais temidos do Oriente Médio, ficaram conhecidos pela crueldade com a qual tratavam os inimigos. Com a morte de Assurbanipal, a civilização assíria entra em decadência, os povos Medos e Caldeus empreendem uma invasão e dão início ao Segundo Império Babilônico.

Os caldeus fizeram novamente da Babilônia a capital do Segundo Império Babilônico, sob o domínio do rei Nabucodonosor a cidade viveu o auge do seu esplendor, o comércio foi intensificado, grandes templos e palácios foram construídos, fazendo da capital uma grande metrópole da Antiguidade. O rei expandiu o seu território chegando a dominar parte da Palestina e do Egito.

Jardins Suspensos da Babilônia

Nabucodonosor criou um império mais famoso do que o de Hamurábi, ele foi responsável por grandes obras públicas, inclusive os “Jardins Suspensos da Babilônia”, considerados pelos gregos como uma das maiores “maravilhas do mundo”, foi construído em homenagem a mulher que o rei mais amou Amitis.

Foto ilustrativa de como eram os jardins suspensos
Foto ilustrativa de como eram os jardins suspensos

Os jardins eram compostos por uma grande diversidade de plantas, não existem vestígios concretos que comprovem a sua existência, apenas vestígios escritos. Nabucodonosor reinou entre os anos 604 a 562 a.C, após a sua morte o Império Babilônico passou a ser governado por seu filho, entraria em declínio devido à má administração, o que possibilitou a invasão e domínio pelos povos persas comandados pelo rei Ciro.

Lorena Castro Alves
Graduada em História e Pedagogia

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.