Principais invenções do homem na Idade Média

Confira os inventos medievais, objetos e produtos que representam as principais invenções da Era Medieval, época injustamente considerada de poucas inovações quando comparada ao Renascimento.

0

Muitos afirmam que a Idade Média, período compreendido entre os séculos V e XV, foi dotado de poucas descobertas científicas, inovações e invenções. Tal afirmativa se justifica na comparação da Era Medieval com o Renascimento mas, carrega uma certa injustiça.

Mesmo que em menor intensidade que o desenvolvimento registrado no período seguinte, a Idade Média trouxe, consigo, invenções que contribuíram para a civilização, não só na época mas, também, na posteridade.

Confira, a seguir, as principais invenções do homem na Idade Média e como foram descobertas.

  • Moinhos: mesmo que tenha sido inventada na modernidade, o uso dos moinhos de vento e de água ganharam os campos feudais para acelerar o beneficiamento agrícola, aumentando a produtividade.
  • Arreios: até então, os trabalhos do campo eram executados por dois ou mais bois e, com a invenção do arado, foi possível reduzir a manutenção para apenas um animal que servisse para transporte e rotina agrícola.
  • Óculos: a partir do século XIII, começaram a ser produzidos os primeiros óculos com lentes convexas. Antes disso, no século IX, Abbas Ibn Firnas inventou a lupa.
  • Relógio: o primeiro relógio mecânico surgiu na China, em 725 e, no século XIII, surgiram aqueles que marcavam o tempo com horas, exatamente, iguais.
  • Guindaste: os guindastes portuários e de molinete foram introduzidos a partir da Alta Idade Média.
  • Ferradura para cavalos: inventada quando os homens sentiram a necessidade de proteger seus equinos e surgiu no formato de sandálias feitas de grama trançada.
  • Estribos: facilitou a montaria dos cavalos, o que foi fundamental para a atuação dos cavaleiros.
  • Imprensa: máquina de imprensa desenvolvida por Johannes Gutenberg por volta de 1430.
  • Arado pesado (charrua): possuía uma lâmina de ferro que sulcava o solo com maior força, deslizando com mais facilidade e, assim, proporcionando semeadura mais eficiente.
  • Alto forno (metalurgia): os alto-fornos mais antigos foram construídos na Suécia Ocidental entre 1150 e 1350.
  • Poço artesiano: há relatos de que os primeiros poços foram perfurados por habitantes da China medieval, por volta de 1126.
  • Bússola seca (compasso do navegador): mesmo que essa afirmação desperte dúvidas entre os historiadores, a estimativa é que a bússola tenha sido inventada de forma independente na China e Europa do século XII. A bússola seca, por sua vez, teria sido desenvolvida e aperfeiçoada no final do século XIII.
  • Marca d’água em papel: a primeira marca d’água surgiu em 1282, na cidade de Fabriano (Itália). No século XIV, tornaram-se mais significativas e personalizadas.
  • Universidade: as duas primeiras instituições, as Universidades de Bologna e Paris, foram fundadas no final do século XI.
  • Tear horizontal: os teares horizontais surgiram por volta do século XIII, revolucionando a produtividade dos lanifícios.
  • Botão de camisa: o botão, da forma como conhecemos hoje, teve seu precursor inventado na Idade Média.
  • Jogo de xadrez: o jogo foi incorporado pelos europeus a partir de contatos com os povos asiáticos e explicava, em muito, a elaboração da sociedade feudal.
  • Espelho: o espelho de vidro, objeto de luxo emoldurado em ouro ou prata, surgiu na Idade Média
  • Livros ilustrados: prática fundamentada para complementar os textos com imagens, representar detalhes arquitetônicos e ajudar os analfabetos (a maioria da população) a decifrar os textos.
  • Sabonete pastoso: os espanhóis acrescentaram azeite à fórmula do sabão sólido inventado no século VII, no intuito de perfumá-la.
  • Carrinho de mão: as primeiras representações do veículo aparecem na China do século II.
  • Jogo de cartas: surgiram na Idade Média, aliados aos jogos de tabuleiro mas, ainda eram restritos à nobreza e clero.
  • Vitrais de igrejas: os primeiros vitrais medievais surgiram no século X em catedrais francesas e alemãs
  • Sistema agrícola de rotação de culturas: caracterizou o sistema de produção feudal, modelo econômico da Idade Média
  • Sistema bancário: banqueiros medievais inventaram as letras de câmbio, depósitos e títulos.
  • Caravela: resultado dos conhecimentos adquiridos em prol das Grandes Navegações

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.