Jogo Minecraft é usado em atividades escolares no isolamento social

Buscando aulas mais descontraídas, o Sesi tem usado o jogo Minecraft em atividades escolares durante a quarentena. No game, os jogadores criam seus próprios mundos virtuais, por meio de um gráfico de blocos.


Com a suspensão das aulas devido à pandemia do novo coronavírus, muitos alunos têm sofrido dificuldades em acompanhar as aulas online. Com o objetivo de tornas as aulas a distância um pouco mais descontraídas, o Sesi resolveu usar o famoso game Minecraft nas atividades escolares.

A proposta dessa ação é despertar maior interesse dos alunos pelas atividades. De acordo com Perla Amorim, especialista em Desenvolvimento Industrial da Unidade de Educação do Sesi, as ferramentas das aulas online não são tão atrativas como o jogo. No game, os jogadores criam seus próprios mundos virtuais, por meio de um gráfico de blocos.

“O jogo já estava sendo utilizado na escola, o custo da licença é alto para disponibilizar para todos os alunos em casa, para isso, tivemos a parceira com a Microsoft para oferecer esse recurso para os alunos em casa”, explicou Perla. Dessa forma, os estudantes têm acesso a uma edição especial voltada para a educação.

Além do jogo, foi lançado um desafio para que os alunos criem dois mundos: um com coronavírus e outro pós-pandemia. Os estudantes também precisam recriar a estrutura do vírus. Dessa forma, será necessário todo um trabalho de pesquisa, com avaliação de rotina de suas atividades e o pensamento da sociedade pós-pandemia.

Sobre o Minecraft

Criado pelo sueco Markus Notch Persson, Minecraft é um jogo eletrônico sandbox de sobrevivência. Foi desenvolvido e publicado pela Mojang, comprada pela Microsoft em 2014 e lançado no mercado oficialmente em 2011. É o jogo mais vendido de todos os tempos, com 180 milhões de cópias vendidas e mais de 112 milhões de jogadores ativos todos os meses.

No Minecraft, os jogadores exploram um mundo aberto, tridimensional, todo construído em blocos e pixelizado. Para sobreviver, os jogadores podem construir ferramentas artesanais, estruturas ou terraplanagens e até mesmo combater inimigos controlados por computador.

Além disso, como possui a opção online, os aventureiros também podem cooperar ou competir contra outros jogadores em um mesmo mundo.

Leia também: Banco Itaú e Curseria oferecem 15 aulas gratuitas com grandes nomes do mercado

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More