Mercado Negro – O que é, Como se desenvolvem

O mercado negro é uma atividade econômica que envolve a compra e venda de mercadorias ou serviços ilegalmente.

0

O que é Mercado Negro? O mercado negro ou mercado clandestino, é uma atividade econômica que envolve a compra e venda de mercadorias ou serviços ilegalmente.

Os bens em si podem ser ilegais (como armas ou drogas ilegais), roubados ou os bens podem ser legais mas são vendidos ilicitamente para evitar pagamentos de impostos ou exigências de licenciamento (como cigarros ou armas de fogo não registradas).

O termo mercado negro também se aplica ao câmbio ilegal fora dos empresas autorizados (bancos ou casas de câmbio). É assim chamado porque os negócios do “mercado negro” são conduzidos fora da lei e, portanto, são necessariamente conduzidos “no escuro”, fora da vista da lei.

Como se desenvolvem?

Esses mercados se desenvolvem quando o governo impõe restrições à produção ou fornecimento de bens e serviços. Esses mercados prosperam, então, quando as restrições do estado são pesadas, como durante um período de proibição, controles de preço ou racionamento.

Entretanto, os mercados negros para bens e serviços específicos continuam existindo sob todas as formas de governo. A eliminação dos mercados negros não pode ser alcançada apenas pela ação governamental, mas envolve um acordo por parte da sociedade e do governo sobre quais bens e serviços podem ser comercializados, bem como uma mudança geral na capacidade de resposta das pessoas a questões éticas e aspectos legais do comércio.

Preços

Os produtos fornecidos ilegalmente podem ser mais caros do que os normais, porque o produto em questão é difícil de adquirir, produzir ou pode não estar disponível legalmente.

No caso de um mercado negro para bens que simplesmente não estão disponíveis através de canais legais, os mercados negros prosperam se a demanda do consumidor aumenta.

No caso da proibição legal de um produto visto por grandes segmentos da sociedade como inofensivo, como o álcool sob proibição nos Estados Unidos no início do século XX, o mercado negro prosperou.

Como resultado de um aumento nas restrições do governo, os preços do mercado negro para os produtos relevantes aumentam, já que as restrições representam uma diminuição na oferta e um aumento no risco por parte dos fornecedores.

De acordo com a teoria da oferta e da demanda, uma diminuição na oferta – tornando o produto mais escasso – aumentará os preços. Da mesma forma, o aumento da imposição de restrições aumentará os preços pelo mesmo motivo.

Confira os preços de alguns produtos segundo o FBI:

  • Fígado: R$ 296.277,00
  • Rim: R$ 494.341,60
  • Pele (polegada): R$ 18,86
  • Coração: R$ 224.529,20

Itens

Uma grande variedade de itens foi e continua sendo vendida no mercado negro. Exemplos de itens vendidos no mercado negro são:

  • Álcool;
  • Drogas recreativas;
  • Cigarros;
  • Mídias protegidas por direitos autorais;
  • Órgãos humanos;
  • Espécies ameaçadas de extinção;
  • Dinheiro;
  • Serviço de prostituição;
  • Armas;
  • Seres humanos utilizados como escravos.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.