Ministério da Educação lança portal para educação interativa

Se prepare para uma ótima notícia. Toda a comunidade escolar do Brasil poderá ter livre acesso a todos os textos, materiais e conteúdos da Currículo+.

0

É professor, aluno ou educador? Então se prepare para uma ótima notícia. Toda a comunidade escolar do Brasil poderá ter livre acesso a todos os textos, materiais e conteúdos da Currículo+, plataforma lançada oficialmente pela Secretaria da Educação do Governo do Estado de São Paulo.

Com número de recursos digitais pedagógicos que passam de 1.300, o acervo é gratuito e ajuda a complementar o ensino no país. São diversos vídeos, áudios, simuladores, infográficos, jogos, aplicativos entre outros recursos que estão totalmente a sua disposição.

A plataforma faz parte do Programa Novas Tecnologias, Novas Possibilidades da SEE (Secretaria de Estado da Educação). Sua elaboração contou com o apoio de diversos professores da rede estadual de São Paulo. Com isso, tudo é feito dentro de uma linguagem próxima de todos, feito por e para a comunidade escolar. A prioridade é voltada a docentes e alunos ligados às escolas estaduais paulistas, porém, estão abertas à consulta de qualquer internauta, sem necessidade de senhas ou cadastro, fazendo disso um benefício prático para todas as redes de ensino do Brasil.

Apesar do material disponível no Currículo+ ser vinculado com o currículo do Estado de São Paulo, isso não atrapalha seu aproveitamento no país. A proximidade que os assuntos de nível fundamental e médio têm nas diversas redes de ensino do país, permitem educadores de outros Estados a aderir o material e buscar recursos a serem aplicados dentro e fora do ambiente escolar, independente da região.portal para educação interativa

Grande parte dos materiais disponíveis no portal já existia na internet, porém, nunca foram unificados com um único objetivo. Os materiais foram desenvolvidos por diversos autores, e ficou a cargo da rede paulista de professores, em conjunto com o Instituto EducaDigital, a interligar ideias e organizar o montante de informação de forma coesa. Já a busca do material ficou a cargo da TIC Educa, que garimpou e catalogou os ODA´s (Objetos Digitais de Aprendizagem).

A ONG Inspirare e o Instituto Natura são os idealizadores da plataforma, que lançaram no final de 2013 o portal Escola Digital, proposta próxima do Currículo+.

Dentre diversos recursos, o maior diferencial é a simplificação da busca, que é muito dinâmica e objetiva. Em uma linguagem simples e uma navegação intuitiva, o internauta acessa todo o conteúdo de forma dividida, filtradas por disciplinas e temas. Também é possível buscar conteúdos e publicações precisas e materiais de apoio à aula. Para orientadores de turmas específicas, como de deficientes visuais e auditivas, o docente terá diversas opções de trabalho, com a inclusão de demais especialidades.

Em casos de perda de conexão na escola, o professor pode acessar o conteúdo sem a rede, no modo off-line, com a possibilidade de trabalhar sem nenhum problema. Lembrando que todo o conteúdo foi avaliado pelos técnicos da SEE.

O maior objetivo do portal Currículo+ é garantir a inserção da tecnologia dentro das escolas. O uso do conteúdo digital como ferramenta de ensino permite que toda a comunidade escolar aproveite o potencial criativo e interativo que a tecnologia oferece, o que estimula ainda mais o aprendizado.

Olavo Nogueira Filho, coordenador do programa Novas Tecnologias, Novas Possibilidades da SEE, afirma que o programa também possui como objetivo dotar as próprias salas de aula com conexões de internet, a fim de facilitar o uso de computadores e tablets por alunos e professores.

Com o propósito de facilitar ainda mais a interação na plataforma Currículo+, o sistema permite que professores enviem suas sugestões, planos de aula e assim complementem o sistema com materiais virtuais de aprendizagem. Dessa forma, boas ideias quebram as barreiras da distância e podem ser aplicadas em todo o Brasil.

Professores ainda podem participar da plataforma por meio da interação no Facebook, especificamente pelo espaço reservado aos comentários em diversas redes sociais. Também é possível compartilhar os conteúdos presentes no site, via e-mail ou através das redes de interação.

Conheça, compartilhe e oriente alunos e professores a usar este benefício gratuito. Ah, e não se esqueça de interagir com todo o Brasil, de modo que colabore para uma educação mais unificada e participativa.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.