Mulher acorda do coma falando francês! Entenda!

Embora tenha descendência francesa, a mulher nunca teve interesse em aprender o idioma ou conhecer a França, mas acabou acordando do coma falando a língua.

0

Em maio de 2006, a inglesa Helen Rudd estava a caminho de casa, na cidade de Hastings, na Inglaterra em um dia muito chuvoso e de pouca visibilidade.

Ao atravessar a rua a pé, uma van branca a atingiu, a arremessando para longe. Helen relata que não se lembra de nada desse dia. Somente quatro anos depois do fatídico acontecimento ela começou a se recordar sobre o ocorrido.

Esse infeliz acidente fez com que Helen ficasse em coma induzido por três semanas na unidade neurológica do Hospital Haywards Heath. Os médicos relatam que a mulher se encontrava no 3º grau na Escala de Coma de Glasgow, o mais profundo que alguém pode estar.

Ao acordar, suas primeiras palavras foram francesas. Mas, curiosamente, Helen não tinha conhecimentos sobre essa língua antes do incidente.

“Um amigo perguntou às enfermeiras se ele deveria falar comigo em francês, eles achavam que era uma boa ideia encorajar a comunicação. Então ele me fazia uma pergunta em francês e eu respondia em francês fluente. Ninguém sabia o porquê.

Depois de um tempo, os médicos decidiram que o francês não estava me ajudando, porque sou inglesa. Então cartazes foram colocados na parede pedindo às pessoas que não falassem em francês”, disse ela em seu relato.

Trata-se de um caso conhecido como afasia bilíngue. Não há explicações concretas sobre seu exato funcionamento até então. Mas especialistas suspeitam que isso acontece em decorrência de um dano à área do cérebro que aprende uma língua.

Embora pareça inusitado, casos como esse já foram relatados em várias nacionalidades. Um exemplo é Dujumir Marasovic, uma croata que entrou em coma por 24 horas, e quando acordou, só sabia falar em alemão, idioma totalmente desconhecido antes para ela.

Sem saber falar o idioma do seu país, a menina precisou de um tradutor para se comunicar com a própria família.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.