O que é glúten e por que é ruim para algumas pessoas?

O glúten é controverso nos dias de hoje. A maioria das fontes afirma que seu consumo é seguro para a população, exceto para aqueles que têm doença celíaca.

1

O glúten é controverso nos dias de hoje. A maioria das fontes científicas afirma que seu consumo é seguro para a população, exceto para aqueles que têm doença celíaca.

Por outro lado, alguns especialistas em saúde acreditam que o glúten é prejudicial para a maioria das pessoas.

O que é glúten?

O glúten é uma família de proteínas encontradas em grãos como trigo, centeio, espelta e cevada.

Dos grãos que contêm glúten, o trigo é de longe o mais consumido.

As duas principais proteínas do glúten são a glutenina e a gliadina. A gliadina é responsável pela maioria dos efeitos negativos sobre a saúde.

Quando a farinha é misturada com água, as proteínas do glúten formam uma rede pegajosa que tem uma consistência semelhante à cola.

Esta propriedade semelhante à cola torna a massa elástica e dá ao pão a capacidade de crescer quando cozido. Também fornece uma textura satisfatória e mastigável a esses alimentos.

Curiosamente, o nome glúten é derivado dessa propriedade semelhante à cola.

Problemas com glúten

A maioria das pessoas tolera o glúten bem. No entanto, isso pode causar problemas para pessoas com certas condições de saúde. Isso inclui a doença celíaca, sensibilidade ao glúten, alergia ao trigo e algumas outras doenças.

Doença celíaca

A doença celíaca é a forma mais grave de intolerância ao glúten. Afeta cerca de 1% da população mundial.

É um distúrbio auto-imune e envolve o corpo tratando o glúten como um invasor estranho. O sistema imunológico ataca o glúten, assim como o revestimento do intestino.

Isso danifica a parede intestinal e pode causar deficiências nutricionais, anemia, problemas digestivos graves e aumento no risco de muitas doenças.

Os sintomas mais comuns da doença celíaca são desconforto digestivo, dano tecidual no intestino delgado, inchaço, diarreia, constipação, dor de cabeça, cansaço, erupções cutâneas, depressão e perda de peso.

No entanto, algumas pessoas com doença celíaca não apresentam sintomas digestivos, mas podem apresentar outros sintomas como cansaço ou anemia.

Por esse motivo, a doença celíaca pode ser muito difícil de diagnosticar. De fato, até 80% das pessoas com doença celíaca não sabem que a têm.

Sensibilidade ao glúten não-celíaca

Há muitas pessoas que não testam positivo para doença celíaca, mas ainda reagem negativamente ao glúten.

Esta condição é chamada de sensibilidade ao glúten não-celíaca.

Atualmente, não se sabe quantas pessoas têm essa condição, mas estima-se que esteja na faixa de 0,5 a 13% da população.

Os sintomas da sensibilidade ao glúten incluem diarreia, dor de estômago, cansaço, inchaço e depressão.

Não há uma definição clara da sensibilidade ao glúten não-celíaca, mas o diagnóstico é feito quando um paciente reage negativamente ao glúten, mas a doença celíaca e alergias foram descartadas.

No entanto, alguns especialistas acreditam que isso não é uma condição real. Eles acham que os efeitos adversos são imaginários ou causados ​​por outras substâncias que não sejam o glúten.

Um estudo analisou quase 400 pessoas com intolerância ao glúten e investigou se elas melhoraram com uma dieta isenta de glúten.

Os resultados mostraram que apenas 26 pessoas tinham doença celíaca, enquanto 2 tinham alergia ao trigo. Apenas 27 das 364 pessoas restantes foram diagnosticadas como sensíveis ao glúten.

Isso significa que dos 400 que pensaram que eles eram intolerantes ao glúten, apenas 55 pessoas (14,5%) realmente tiveram um problema com o glúten.

Portanto, muitas pessoas que pensam que são intolerantes ao glúten na verdade têm outras causas para seus sintomas.

Síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável é um distúrbio digestivo comum que causa sintomas como dor abdominal, cólicas, inchaço, gases e diarreia.

É uma condição crônica, mas muitas pessoas são capazes de gerenciar seus sintomas com dieta, mudanças de estilo de vida e controle do estresse.

Curiosamente, estudos mostraram que alguns indivíduos com essa doença podem se viver tranquilamente se seguirem uma dieta livre de glúten.

Alergia ao trigo

Para cerca de 1% da população, a alergia ao trigo pode estar causando problemas digestivos após o consumo de glúten.

Além disso, estudos mostraram que uma dieta sem glúten pode beneficiar alguns indivíduos com esquizofrenia, autismo e uma doença chamada ataxia de glúten.

você pode gostar também
  1. Rodrigo Lago Diz

    Que matéria mais ridícula. O glúten não faz bem para ninguém, aliás, em breve todos os médicos irão dizer, não coma glúten. Os malefícios desta tranqueira chamada glúten são enormes, inclusive doenças de ordem psiquiátrica.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.