Para que serve o Enem? Tire todas as suas dúvidas!

0

Para que serve o Enem? O Exame Nacional do Ensino Médio, mais conhecido como Enem, foi criado em 1998. Inicialmente voltado para avaliação de estudantes do ensino médio, tanto de escolas públicas, quanto de particulares, hoje o exame é uma das principais portas de entrada nas universidades brasileiras.

Outro ponto importante a ser levado em consideração, é que utilizando o desempenho individual e coletivo dos estudantes, o governo federal consegue estabelecer políticas públicas destinadas à educação de modo geral.

Sobre o Enem

Desde 2009 o Enem passou a ter um papel fundamental no acesso à educação superior brasileira, seja em instituições públicas ou privadas. Isso porque as seleções dos maiores programas educacionais utilizam as notas da prova como critério de avaliação.

Dois programas criados pelo Ministério da Educação (MEC), e super conhecidos de quem sonha em entrar na faculdade, que utilizam exclusivamente a nota do Enem, são o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (Prouni).

O Sisu, está a cada ano, tornando-se o principal meio de entrada em universidades públicas. De modo simplificado, o programa substitui total, ou parcialmente o vestibular.

Neste processo, realizado duas vezes por ano, os estabelecimentos de ensino deixam de aplicar as provas tradicionais e utilizam como processo seletivo a Seleção Unificada. Mais de 239 mil vagas foram disponibilizadas só na primeira edição de 2018.

Instituições renomadas como a Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em maior ou menor proporção, já fazem uso da nota do Enem por meio do Sisu.

Já o Programa Universidade para Todos (Prouni) existe desde 2004 e tem o propósito de aumentar o acesso de estudantes de baixa renda à educação superior, utilizando para isso, bolsas de estudos em faculdades particulares.

A inscrição para o Prouni, que é feita duas vezes ao ano, é feita utilizando exclusivamente a nota obtida no último Enem. Ou seja, quanto maior a nota, maior a chance de conseguir a vaga almejada.

Na primeira edição de 2017 o programa ofertou mais de 200 mil bolsas, sendo a maioria delas integral. Para participar, o candidato não pode ter zerado a redação, além de obter nota maior que 450 na média de todas as provas.

Outro projeto, também criado pelo MEC, que tem como objetivo democratizar o ingresso em instituições de nível superior é o Programa de Financiamento Estudantil (Fies).

O Fies consiste em um empréstimo do governo a estudantes que já estudam ou pretendem entrar em universidades particulares, mas que não possuem condições de arcar com todos os custos.

Assim como nos demais programas, o Enem também é um dos requisitos para participar do programa.

Como me inscrever no Enem?

As inscrições do Enem são realizadas todos os anos, geralmente no início do primeiro semestre. As solicitações são feitas exclusivamente pelo site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Abertas pela última vez em maio de 2018, as inscrições do Enem custaram R$ 82,00.

Alguns candidatos podem pedir isenção desse valor, entre eles, candidatos que estejam cursando o último ano do ensino médio na rede pública. Todos os critérios e forma de requerimento podem ser conferidos também no site do Inep.

Onde eu posso usar minha nota do Enem?

Como visto acima, a nota do Enem é, hoje, a principal forma de acesso às universidades. Mas não é só isso. A nota do Exame Nacional do Ensino Médio pode ser utilizada também para concorrer a bolsas de estudos no exterior e processos seletivos de intercâmbio.

Outro uso pouco conhecido do Enem, é em concursos públicos. O concurso para admissão no Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar da Paraíba (PM PB), por exemplo, substituiu a fase de provas teóricas pela nota do Exame.

Em Minas Gerais, a Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão de Belo Horizonte também utilizam a nota do Enem como avaliação de seus concursos públicos.

Como é a prova do Enem

Durante muito tempo as provas do Enem foram realizadas em dois dias consecutivos. Entretanto, desde 2017 as provas passaram a ser realizadas em dois finais de semana, também consecutivos.

No primeiro dia os candidatos respondem a 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, 45 questões de Ciências Humanas e fazem também a prova de Redação.

No segundo dia são 45 questões de Ciências da Natureza e 45 questões de Matemática, totalizando assim, 180 questões objetivas.

Os portões dos locais de prova são fechados impreterivelmente às 13h, conforme horário de Brasília. No primeiro dia os candidatos terão o tempo máximo de 5h30, enquanto no segundo serão apenas 5h.

É possível conseguir certificado de conclusão do ensino médio usando o Enem?

Durante algum tempo, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi utilizado como uma das formas de conseguir o diploma de conclusão do ensino médio. Entretanto, nos últimos anos o exame passou por diversas mudanças, sendo que uma delas é justamente nesse sentido.

Desde 2017 o Enem não é mais utilizado com esta finalidade. Isso porque atualmente o principal foco é exatamente o ingresso nas universidades.

Porém, quem não terminou o ensino médio com a idade regular, e deseja fazê-lo, pode prestar o Exame Nacional para Competências de Jovens e Adultos (Encceja). As provas são gratuitas e buscam atender às necessidades desse público.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.