Petrobras lança novo edital para pequenos negócios tecnológicos

Até 29 de junho estarão abertas as inscrições para o 4⁰ edital do módulo Startups, pertencente ao programa Petrobras Conexões para Inovação.

Até o dia 29 de junho estarão abertas as inscrições para participar do 4⁰ edital do módulo Startups, pertencente ao programa Petrobras Conexões para Inovação, originalizado pela própria empresa.

Leia também: Lucro da Petrobras poderia dar R$ 250 de gasolina para cada veículo

Vale ressaltar que o edital possui um investimento de 20 milhões e contém desafios disponíveis em sete áreas tecnológicas. Dentre elas, estão robótica, tecnologias digitais, modelagem geológica e outras.

Ademais, os investimentos realizados dependem do nível da complexidade que os desafios propõem. As empresas vencedoras poderão receber até R$ 500 mil para desafios soft techs, ou até R$ 1,5 milhão para as deep techs.

Lembrando que as soft techs são startups responsáveis por desenvolver programas de computação, juntamente a plataformas de equipamentos especializados. Quanto as deep techs, estas produzem tecnologia intensiva em pesquisas avançadas, incluindo o hardware, software com alto desempenho e materiais diversos.

De acordo com o diretor de Tecnologia Digital e Inovação da empresa, Juliano Dantas, a Petrobras é a companhia que mais investe em inovação aberta no Brasil, totalizando R$ 36 milhões em investimento ao longo de três anos.

Além disso, em edições anteriores, 37 empresas foram recrutadas para atuar nos setores de desenvolvimento de soluções, fazendo com que novas portas se abrissem para a indústria de startups e inovação. Pode-se destacar que as empresas selecionadas recebem apoio do Sebrae, que é um grande parceiro da Petrobras.

O serviço também prestará suporte às empresas quanto as atividades realizadas, desde a primeira etapa até a última, ao se apresentarem para os jurados. O objetivo do projeto é dar mais visibilidade aos pequenos negócios, sejam eles pertencentes a área do petróleo, gás ou desenvolvimento tecnológico.

Muitas empresas que já participaram do projeto obtiveram bastante sucesso em sua caminhada, podendo destacar a startup CTR3SM, selecionada no edital de 2020.

Prestes a finalizar a sua trajetória ainda neste mês, a startup desenvolveu um projeto denominado Harpia, mais precisamente, uma plataforma robótica. A proposta contém uma aeronave remotamente pilotada, contando com a presença de sensores e câmeras capazes de unir a inteligência artificial e a visão computacional. O aparelho é bastante similar a um drone, sendo possível a sua utilização em áreas industriais extensas, não muito acessíveis e perigosas.

Por fim, o módulo Startups foi originalizado a partir do interesse da Petrobras em alinhar o relacionamento com o ecossistema de inovação, pensando exclusivamente em pequenas empresas com bases tecnológicas.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More