Piores erros cometidos por estagiários de primeira viagem

0

O estágio é uma oportunidade única na vida de qualquer estudante, pois se refere à primeira etapa para a construção de sua carreira profissional. A qualidade da experiência adquirida está diretamente relacionada à forma como tem se preparado para lidar com o novo ambiente de trabalho e ainda com a equipe que dividirá o espaço. De fato pode bater certa insegurança no começo, pois são muitas novidades e desafios a serem enfrentados.

Saber como se portar, se vestir e se comunicar são dúvidas comuns que não podem te abater logo de início ou atrapalhar o desenvolvimento do seu aprendizado. Diante disso, é importante que se atente aos seus atos para não correr o risco de colocar tudo a perder ou até mesmo deixar escapulir uma chance de efetivação. Para te ajudar a evoluir profissionalmente nesse ambiente, selecionamos os piores erros cometidos por estagiários que você deve evitar para ser bem sucedido, confira a seguir:

1) Usar linguagem vulgar

Por mais que você tenha uma postura mais aberta com os seus amigos e familiares e esteja acostumado a usar gírias, expressões ou jargões comprometedores, isso pode ser muito prejudicial quando levado para o mercado de trabalho. Esses dialetos típicos da juventude tendem a te afastar do profissionalismo e podem te deixar de fora de muitas reuniões formais. Lembre-se sempre que no ambiente de trabalho as coisas são bem diferentes e todos os seus comportamentos são avaliados. Ao se comunicar, procure se preocupar com a forma que tem transmitido suas mensagens e qual a impressão que tem passado para o seu interlocutor, pois o mesmo é uma peça chave para o seu amadurecimento. Para não falhar, tire do seu vocabulário gírias e palavras que denotem baixo nível intelectual. Reinaldo Passadori, especialista em Recursos Humanos e Comunicação Verbal, sugere que o estudante crie o hábito de ler constantemente, a fim de trazer novas expressões para o seu dia a dia e melhorar a sua pronúncia. Ele ainda afirma que “uma comunicação eficaz poderá demonstrar seu talento, potencial e suas habilidades”, portanto, não se esqueça de direcionar sua atenção a ela.

2) Não ser flexível

Pessoas decididas e que sabem o que quer logo no primeiro contato com o mercado de trabalho demonstram confiança, mas adotar uma postura flexível só tende a contribuir para o seu crescimento profissional. A principal razão disso é que cada vez mais as empresas adotam um perfil dinâmico e, sendo assim, tanto as prioridades do trabalho quanto as atividades passadas para o estagiário podem mudar rápido demais. Deste modo, alguns iniciantes possuem dificuldades de acompanhar ou até mesmo entender esse processo, o que pode comprometer a qualidade do seu serviço. Além disso, é possível que surja uma frustração em algumas situações indesejada pelo fato de não conseguir terminar suas atividades ou projetos. De acordo com Felícia Duarte, gerente de projetos da Cia de Talentos, é importante que o estagiário converse constantemente com seu tutor/gestor e procure compreender o que acontece no momento e quais são as prioridades do trabalho.

3) Ser relaxado

O estágio deve ser visto como uma oportunidade única, uma chance de evoluir e de abrir outras portas para um futuro promissor. Esse pensamento instiga a vontade de adquirir novos conhecimentos, de aprender constantemente e de aproveitar os ensinamentos de seus supervisores. Se você foi aprovado em uma seleção, saiba que a empresa teve interesse no seu perfil e deseja conhecer melhor o seu trabalho. Se distancie de comportamentos que podem passar a impressão de que é uma pessoa acomodada ou relaxada. Evite ser passivo demais ou pouco participativo. Entenda que a empresa não vai adivinhar suas necessidades e as suas dificuldades que foram detectadas por você mesmo ao longo do exercício de suas funções. Caso não tenha entendido algo, não fique recuado, pergunte e tire suas dúvidas. Conforme orienta Jô Furlan, especialista comportamental, a passividade excessiva tende a ser encarada como má-vontade dentro de uma organização e te afastará de uma possível efetivação.

4) Não entender sua posição inicial

Embora a atitude e o comprometimento sejam fundamentais no mercado de trabalho, é importante que o estagiário compreenda sua posição inicial e saiba que está na condição de aprendiz. Sua postura deve ser de alguém interessado no processo, mas que entende que ainda está em um momento de adaptação. Portanto, procure não agir como se já estivesse há anos na empresa. Evite questionar paradigmas ou tratar as diretrizes da empresa como se já estivessem ultrapassadas, pois as mesmas possivelmente demoraram anos para serem construídas e consolidadas. Procure ouvir mais do que falar, seja atencioso com tudo que acontece em sua volta e observe a postura dos colegas que considera uma referência. Somente com o tempo conseguirá adquirir mais maturidade para opinar com base em argumentos sólidos. Segundo Reinaldo Passadori, especialista em Recursos Humanos e Comunicação Verbal, estagiários que reclamam o tempo todo de suas tarefas costumam ter maior dificuldade de se enturmar. Além disso, quanto mais resistente tiver as políticas da empresa, mais dificuldade terá de obter melhores propostas nesse ambiente. Portanto, mantenha a humildade.

5) Ser independente demais

Por mais que você queira mostrar trabalho de forma independe, é importante que entenda que isso pode ser muito ariscado no início. Faça o possível para desempenhar suas funções em harmonia com os seus colegas de trabalho. Saiba que eles são mais experientes do que você e podem contribuir muito para o seu crescimento profissional. Ao desenvolver suas tarefas, se certifique de que está no caminho certo. Caso tenha a oportunidade de se expressar com mais detalhes, procure trazer novas ideias para o grupo com justificativas convincentes. Crie o hábito de ser pró-ativo, ajude seus colegas sempre que for solicitado, pois todas as funções devem ser encaradas como importantes, visto que geralmente os objetivos a serem alcançados são os mesmos. Rossano Lippi, diretor da Central de Estágios Gelre, orienta ainda que é fundamental que o estagiário se envolva com o projeto desenvolvido pela equipe pela qual faz parte.  Não seja individualista e nem tente mudar nada sozinho.

6) Se apegar a bolsa-auxílio

Por mais que seja motivador ganhar uma bolsa-auxílio, é fundamental que esteja ciente que a prioridade no estágio é aprender. É nesse momento que o estudante está livre para cometer pequenos deslizes, fazer testes, entre outras coisas. Por essa razão, busque ser uma pessoa ativa e com boa conduta. Busque não comprometer o seu futuro, seja responsável e compromissado com suas tarefas independente do quanto recebe. O fato de desenvolver tarefas pouco desafiadoras ou desestimulantes pode te afastar de conseguir coisas melhores. Maria Ester Pires da Cruz, consultora do Ibmec Carreiras do Ibmec São Paulo, traz considerações importantes sobre esse assunto. Ela afirma que o mercado de trabalho é muito exigente, portanto, orienta que não se apegue ao estágio que paga melhor, mas sim aquele que te ensinará mais, pois essas escolhas vão refletir no seu futuro.

7) Enrolar o trabalho

É muito complicado quando o estagiário coloca suas principais obrigações em segundo plano. Caso tenha se deparado com uma tarefa difícil ou uma situação inusitada, pense que esse desafio pode ser fundamental para a sua evolução. É claro que não precisa trabalhar o tempo todo, mas enquanto estiver no seu horário de trabalho, procure fazer o melhor, com agilidade e qualidade, pois isso pode ser um ponto forte ao seu favor na empresa em que atua, principalmente em relação aos demais estagiários. Suzy Fleury, Psicóloga e consultora empresarial, afirma que a postura sensata é um fator decisivo na hora de convidar o iniciante para participar de um projeto novo e ter a oportunidade de mostrar a sua capacidade profissional.

8) Perder tempo na internet

É claro que a internet pode contribuir significantemente para o seu trabalho em vários quesitos, principalmente na hora de fazer pesquisas. Até aí não tem problema. O que complica mesmo é quando o estagiário não sabe administrar o seu tempo e acaba comprometendo o prazo de entrega e a qualidade do seu serviço. Nada de ficar horas focado em e-mails que não são importantes para o seu trabalho, olhando o feed de notícias do facebook ou as novas mensagens no whatszapp. Lembre-se de que está sendo avaliado constantemente e deve aproveitar essa chance para mostrar suas habilidades. Tom Coelho, especialista em carreira e conteúdo motivacional, sugere que o estagiário se pergunte com freqüência se está dando a devida importância ao seu empregador, caso a resposta seja “sim”, é sinal de que está no caminho correto.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.