Saiba como preparar a carne de porco do jeito certo para dar aos cachorros

É possível incluir a carne de porco na dieta do seu pet. No entanto, é preciso saber o jeito certo de prepará-la.

É muito comum que os tutores dos pets queiram adicionar alguns tipos de carnes e outros alimentos orgânicos para equilibrar as proteínas e nutrientes dos cachorros. Nesse sentido, a carne de porco é um desses alimentos que gera bastante dúvida nos tutores sobre sua inclusão na dieta do pet. Segundo especialistas, é possível incluir a carne de porco na alimentação dos cães, desde que alguns cuidados sejam respeitados.

Leia mais: Cuidados com os animais domésticos

Saiba mais sobre a inclusão da carne de porco na dieta dos cachorros

Algumas pessoas, com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos seus cachorros, optam por seguir a alimentação orgânica para os pets. O lado positivo desse estilo de dieta é que o tutor sempre pode variar o que oferece ao bichinho, além de ter uma alimentação mais saudável e benéfica.

Em relação à dúvida sobre se é possível ou não dar carne de porco para cachorro, a resposta mais direta é: sim, seu pet pode comer esse tipo de carne. Entretanto, ela nunca deve ser servida crua ou mal cozida. Além disso, o recomendado é fornecer esse alimento duas vezes por semana, em média. Isso ocorre devido à elevada quantidade de gordura presente na carne de porco, o que pode causar indigestão e inflamação do pâncreas.

Possíveis complicações para o organismo do cachorro

Consumir carne de porco crua ou mal cozida não é seguro para cachorros, nem para humanos, devido à possibilidade de conter as larvas do parasita Trichinella spiralis. Essas larvas, ao entrarem em contato com o organismo do pet, podem causar infecção por triquinose. Neste caso, podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Dor de estômago;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Letargia;
  • Dor e rigidez;
  • Inflamação muscular.

Todo o cuidado é necessário, e também é fundamental que você não adicione nenhum tempero ao preparar a carne, tolerando-se apenas algumas pitadas de sal e gotas de suco de limão. Antes de introduzir algum alimento novo para o seu pet, lembre-se sempre de procurar o médico veterinário para perguntar se não tem problema.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More