Principais símbolos da Páscoa e seus significados

A páscoa é celebrada por cristãos e judeus. Independente da cultura, ela possui alguns símbolos. Confira o significado dos principais.

0

Considerada uma das datas mais importantes do calendário cristão, a Páscoa é a festividade que comemora a ressurreição de Jesus Cristo, filho de Deus. A celebração é repleta de símbolos, que fazem parte também dos rituais da Semana Santa.

Nos dias que antecedem a data, são realizadas algumas celebrações que relembram os acontecimentos que culminaram na morte de Jesus. A chamada Semana Santa é composta pelo Domingo de Ramos, Quinta-Feira Santa e Sexta-Feira Santa.

A Páscoa não tem uma data fixa, ela geralmente ocorre entre os dias 22 de março e 25 de abril. Mais precisamente no primeiro domingo após a lua cheia que acontece no início da primavera no Hemisfério Norte e início do outono no Hemisfério Sul.

Também importante para o povo judeu, a Páscoa, para eles, Pessach, simboliza a liberdade dos hebreus, que viviam como escravos no Egito. Ela é comemorada com um jantar especial chamado Sêder.

Dentro do próprio cristianismo, a Páscoa é celebrada de maneira distinta entre católicos e protestantes. Independente disso, alguns símbolos são intensamente utilizados nas comemorações, a maioria ligada a ressurreição de cristo.

Neste artigo desvendamos o significado dos símbolos da páscoa cristã. Confira!

Círio Pascal

O Círio Pascal é uma grande vela, acendida nas igrejas no sábado aleluia, que antecede o Domingo de Páscoa. Durante a Vigília Pascal, são inseridos na vela as cinco chagas de Cristo na cruz.

Nela estão presentes as letras gregas alfa e ômega, que respectivamente significam “início” e “fim”. Sua luz representa a ressurreição de cristo, iluminando a vida dos cristãos.

Coelho

Este mamífero, que se reproduz numerosamente e com muita facilidade, tornou-se símbolo de fertilidade e da vida. Ele está intimamente ligado a Páscoa cristã por representar a esperança de uma vida nova com a ressurreição de Jesus Cristo.

A relação entre coelho e Páscoa foi estabelecida desde a antiguidade. Para diversos povos antigos ele já estava ligado a esperança e renovação. Isso porque ao início da primavera, eles eram os primeiros animais a sair de suas tocas, simbolizando o renascimento da vida na natureza.

Somente com o passar do tempo é que eles foram incorporados às tradições, em versões de chocolate.

Colomba Pascal

A colomba pascal é um pão doce, em formato de pomba, que por sua vez significa a paz de Cristo e a presença do Espírito Santo. Estima-se que o pão foi criado no norte da Itália.

Diz a lenda que um padeiro presenteou o rei dos lombardos, Alboíno, nervoso com com a guerra e suas consequências, se acalmou e desistiu de um ataque ao ganhar a colomba pascal.

Cordeiro

Um dos primeiros símbolos relacionados a data, o cordeiro está associado a aliança que Deus fez com os judeus no Antigo Testamento. Naquela época, a celebração da Páscoa era feita com o sacrifício de um cordeiro como recordação da libertação da escravidão do Egito.

Isso porque Moisés, o escolhido por Deus para guiar a libertação do povo cativo, comemorou a liberdade imolando um cordeiro.

Para os cristãos, o cordeiro significa ainda, o próprio Jesus Cristo, que foi morto e crucificado para libertar os homens do pecado, estendendo a aliança do Antigo Testamento a todos os povos e nações.

Ovos de Páscoa

Para os religiosos, o significado do ovo está ligado, principalmente, ao nascimento e a vida. Desde a antiguidade, povos ao redor de todo o mundo, mantêm a tradição de pintar e presentear entes queridos com ovos.

Já os ovos de chocolate, como os que conhecemos hoje, surgiram a partir do século XVIII, criados por confeiteiros franceses. De qualquer forma, presentear com ovos de chocolate é uma das tradições mais fortes do Domingo de Páscoa.

Pão e vinho

Em suma, o pão e o vinho simbolizam a aliança eterna de Cristo com a humanidade e a sua constante presença entre nós. Símbolos de seu corpo e sangue, esses dois alimentos, muito comuns na época, foram partilhados com os apóstolos na última ceia, que aconteceu alguns dias antes da Páscoa. O pão e o vinho representam também a vida eterna, associada à ressurreição de Jesus.

Peixe

O peixe é um símbolo cristão que está bastante relacionado aos apóstolos, que eram pescadores. Eles representam a vida e foi usado secretamente pelos primeiros cristãos, alvo de muitos perseguidores.

Em grego, a palavra IXTUS significa peixe e é um acróstico para “Iesus Xristos Theos Huios, Sopter”, que pode ser traduzido como “Jesus Cristo, Filho de Deus, o Salvador”.

Os cristãos têm o costume de não comer carne na sexta-feira santa, trocando-a, então, pelo peixe.

Sino

Tocados nas igrejas no Domingo de Páscoa, os sinos anunciam a ressurreição de Cristo e o fim da Quaresma, que são os 40 dias de penitência que os fiéis fazem no tempo que antecede a Páscoa.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.