Curiosidades da história – Você sabe quem inventou o cartão de crédito?

O cartão de crédito surgiu nos Estados Unidos, em 1950, sendo uma criação de Ralph Schneider e Frank McNamara, os sócios fundadores da Diners Club.

0

Acordar, estudar, trabalhar, comer, pagar as contas, sair de férias, viajar. Esse é o ciclo de vida de muitos, que na maior parte do tempo o seguem no automático.

No entanto, no meio das atividades é preciso do dinheiro, seja para comprar um alimento, o bilhete do transporte público ou uma roupa nova.

Com o desenvolvimento das tecnologias e até por conta da segurança, o dinheiro em formato de papel e/ou moeda começou a ser substituído pelo cartão de crédito, que nos dias atuais possui até a versão digital.

Mas, você já se perguntou sobre quando o cartão de crédito foi inventado? Descubra conosco essa curiosidade da história do mundo da economia!

Invenção do cartão de crédito

Ainda que esteja presente na carteira de grande parte da população, o cartão de crédito é uma invenção recente.

O primeiro nicho de cartões surgiu há 70 anos, em 1950, nos Estados Unidos da América. A tecnologia foi criada pelos sócios fundadores da Diners Club, Ralph Schneider e Frank McNamara.

Entretanto, o serviço oferecido não era similar ao recente. Na ocasião, ele era constituído como um cartão de recarga, o qual o consumidor necessitava pagar totalmente ao fim do mês.

Evolução dos cartões de crédito

Com o passar do tempo, os cartões de crédito foram progredindo: novas linhas de crédito surgiram, fitas magnéticas foram incorporadas, assim como os chips.

Segundo Lance Cothern, da Credit Karma, é de responsabilidade do Bank of America a criação do cartão como conhecemos nos dias atuais, com a oferta de uma fatura a ser paga no fim do mês.

Isso ocorreu em 1958, no mesmo ano, a American Express Company disponibilizou um cartão sem anuidade para utilização em viagens.

PUBLICIDADE

BankAmericard era como chamava o cartão do Bank, ele possuía o limite de US$ 300. Em 1970, tornou-se National BankAmericard, incorporando-se a novos bancos e passando a ser magnético. A bandeira Visa foi originada da instituição.

Cartões de crédito magnéticos

Anterior a criação das fitas magnéticas, as máquinas copiavam os cartões de créditos para realizar o processamento do pagamento. Por meio da xerox e com o sistema de computador era possível enviar os dados bancários do consumidor para o centro de transferências.

Somente no ano de 1969 a IBM auxiliou no desenvolvimento de cartões magnéticos, esses seriam empregados posteriormente por todo o globo. O padrão possibilitou com que os cartões transmitissem informações em tempo real de qualquer lugar da face da Terra.

Há não muito tempo, as fitas magnéticas ainda eram a forma mais popular de armazenamento e transmissão de informação.

No entanto, com a incorporação de uma nova tecnologia, a EMV, apresentada no início dos anos 2000, os cartões foram acoplados com um chip de dados, que geram códigos para aprovação das transações.

Essa é tida como a forma mais segura de pagamento nos dias atuais.

Origem do cartão de crédito no Brasil

O cartão de crédito chegou ao Brasil em 1960, sendo trazido pelo empresário tcheco Hanus Tauber. Essa era a inserção da operação da Diners Club no país.

Em 1968, aparece o primeiro cartão de crédito bancário do Brasil, do Banco Bradesco e bandeira Elo. Nos anos 2000, a forma de pagamento se torna uma das mais populares do país.

Entretanto, utilizar cartão de crédito tem suas vantagens e desvantagens. O mau uso do cartão de crédito é causa da maior parte das dívidas dos brasileiros.

Segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), só em 2019, mais de 60 milhões de consumidores terminaram o ano endividados, aproximadamente 30 milhões devem a fatura do cartão de crédito.

Leia também: Entenda como funciona o cartão de crédito

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.