Nubank já começa a pensar em investir no mercado das criptomoedas

Conheça mais sobre o novo mercado de criptomoedas e como o banco digital pretende ingressar nele.

O mercado das criptomoedas está cada vez mais aquecido e os bancos digitais começam a avançar nesta direção. Dessa vez, o banco digital Nubank mostra indícios de que pretende entrar nesse mercado.

A questão das criptomoedas é a facilidade das transações financeiras e sua performance no futuro da tecnologia. Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe!

Veja mais em: EBay: empresa de comércio eletrônico aceitará criptomoedas

O mercado das criptomoedas

A força e a representação das criptomoedas no mundo contemporâneo já são consideradas positivas por muitos especialistas. A questão está na facilidade e na performance tecnológica que representa o futuro das operações financeiras.

Desse modo, empresas como o Nubank já estudam a possibilidade de ingressar nesse mundo dos investimentos. Afinal, é um mercado em ampla expansão e com bastante segurança para o futuro.

O Banco do Brasil, por exemplo, já estuda a possibilidade de se inserir no mercado das criptomoedas desde 2020. A maioria dos bancos já enxergam esse caminho como uma forma de se manter no mercado.

O lugar do Nubank no mercado das criptomoedas

O banco digital Nubank possui mais de 53 milhões de clientes, sendo que muitos deles já são investidores do mercado das criptomoedas. Assim, a ideia do banco é utilizar sua própria plataforma de investimentos para ingressar no mercado das moedas digitais.

No ano de 2020, o Nubank comprou a Easynvest, e a transformou em Nulnvest, uma plataforma totalmente voltada para investimentos. É nela que o banco pensa em começar a investir no mercado das criptomoedas, já que com ela a fintech enxerga a possibilidade de atrair mais usuários investidores e aumentar o número de produtos financeiros.

Recentemente, por exemplo, o investidor Warren Buffett comprou US$ 1 bilhão das ações da Nubank, mostrando o quanto essa parceria destaca o avanço do banco para o mercado das moedas digitais. Desse modo, caso ele realmente invista nas criptomoedas, será um dos primeiros bancos a ingressarem neste ramo aqui no Brasil.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More