Consumo excessivo de vitamina A pode aumentar chances de fraturas ósseas

Segundo pesquisas, pessoas que ingerem quantidades excessivas de vitamina A podem ser mais propensas a fraturas ósseas. Veja mais!

Sendo substâncias essenciais para o nosso corpo, sempre estamos ingerindo vitaminas e minerais através de diversos alimentos. No entanto, conforme um estudo publicado na revista Journal of Endocrinology, indivíduos que fazem consumo de quantidades excessivas de vitamina A podem ser mais propensos a fraturas ósseas. Acompanhe a leitura e saiba quais são os perigos de consumir muita vitamina A.

Leia mais: Sucos que vão ajudar a controlar o colesterol ruim

Para uma pessoa saudável, a porção recomendada é de 800 microgramas por dia. Porém, aqueles que fazem uso regular de suplementos e multivitamínicos podem consumir uma quantidade superior deste nutriente. Além disso, tal vitamina pode ser encontrada em legumes, carnes e laticínios.

Para que serve a vitamina A?

A vitamina A auxilia no processo de diversas funções do organismo humano. Assim, esse micronutriente é fundamental para a proteção e manutenção da visão e tecidos oculares, evitando doenças degenerativas nos olhos.

Além disso, ela está presente na renovação das células que formam os tecidos, atuando também na produção de colágeno, nutriente essencial para a manutenção da aparência da pele. Ademais, ajuda no funcionamento adequado do sistema imunológico, tendo ação antioxidante e anti-inflamatória, bem como auxilia no fortalecimento das cartilagens.

Maior propensão de fraturas ósseas está ligada à alta dosagem de vitamina A

Segundo os pesquisadores da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, responsáveis pelo estudo divulgado, tomar uma quantidade elevada de vitamina A pode acarretar em severas consequências para os ossos, inclusive, em um curto período de tempo. Foi o que puderam concluir após diversos testes realizados com alguns ratos de laboratório.

Sendo assim, até a ingestão de suplementos e multivitamínicos de forma regular tende a oferecer entre 4,5 a 13 vezes mais desse nutriente do que a taxa diária recomendada, tornando o consumo de tais medicamentos prejudicial a longo prazo.

O que explica o artigo é que tal excesso vitamínico pode causar perda de densidade óssea e, assim, as fraturas podem se tornar cada vez mais comuns. Portanto, é muito importante fazer visitas regulares ao médico e manter seus exames em dia. Além disso, evite fazer o consumo de medicamentos por conta própria.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More