Seis praias podem ser expandidas em estudo realizado por Ilhabela

As praias de Ilhabela devem sofrer alterações que irão refletir positivamente para os turistas e munícipio

O prefeito de Ilhabela demonstrou preocupação com a erosão da região das ilhas. Ele resolveu licitar obras com o objetivo de expandir faixas de areia de várias praias de Ilhabela. Essa medida tem como objetivo, além de aumentar a faixa de terra das praias, oportunizar mais conforto, lazer e segurança aos turistas e moradores. Também visa aumentar o espaço e reduzir os riscos de inundações de ruas circunvizinhas, além de revitalizar a orla.

Primordialmente, a região chamada Perequê é onde se localiza o maior ponto de preocupação. Isso se deve ao fato de que a invasão do mar é um risco para as pessoas, pois alcança as calçadas e as casas.

O prefeito de Ilhabela e o vice-prefeito visitaram Balneário Camboriú para checar a execução da obra de expansão que está acontecendo naquele lugar e afirmou que entende haver semelhanças, mas que a forma como será a execução das obras em Ilhabela será outra.

A decisão de não ser exatamente igual tem como fundamento o aparecimento de tubarões após a expansão das faixas de areia, pois Ilhabela fica muito perto de Ubatuba, onde acontecem os ataques de tubarão.

O INHPH – Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias, órgão do Ministério da Infraestrutura, já vai elaborar um projeto que seja compatível com a geografia do lugar.

Providências recentes

Recentemente, o INPH a prefeitura de Ilhabela recebeu um oficio do INPH que autoriza iniciar os estudos para elaboração do referido projeto, solicitando algumas demandas, quais sejam: levantamento hidrográfico, levantamento dos perfis das praias locais, análise do de sedimentos tanto da superfície quanto do batentes de preamar e de baixa-mar, análise das jazidas, dentre outros, todos, procedimentos determinantes para o cálculo do custo da obra a ser realizada que está avaliada em aproximadamente R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais).

Gostou dessas dicas e quer ler mais conteúdo como esse? Acesse Escola Educação.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More