Veja como pagar meia entrada e metade da passagem sem ser estudante

O ID Jovem é um programa do Governo Federal e possui mais de 2 milhões de usuários. Adolescentes e jovens que possuam entre 15 e 29 anos podem ter acesso ao benefício.


Se locomover por meio de transporte público, ir ao cinema, show, teatros, enfim, podem parecer coisas comuns. Porém, para jovens de baixa renda a realidade não é tão simples assim. Por isso, o Governo Federal disponibiliza a Identidade Jovem (ID Jovem).

Leia ainda: Universidade de Harvard abre inscrições; bolsas chegam a 70 mil dólares

O documento facilita o acesso a eventos culturais, esportivos e ao transporte público urbano. Na prática, o ID Jovem tem o objetivo de deixar esses serviços mais baratos. 

Adolescentes e jovens que possuam entre 15 e 29 anos podem ter acesso ao benefício. Além disso, é preciso comprovar renda familiar de até dois salários mínimos. Atualmente, são 2,1 milhões de pessoas que detêm o ID Jovem.

O documento dá condições de pagamento de “meia entrada” nos eventos citados. Ele também fornece descontos para transporte público.

Para criar o seu ID é necessário estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal. 

Como verificar se já possui registro no CadÚnico:

O Cadastro Único (CadÚnico) é um programa governamental que coleta dados pessoais e trabalhistas. Dessa forma, o Governo consegue identificar e dar suporte a quem precisa.

Para ter acesso às informações, existem três meios:

1 – Site:

Acesse o site Meu CadÚnico. https://meucadunico.cidadania.gov.br/meu_cadunico/

Preencha o formulário com seu nome completo e clique em “Emitir”.

2 – Aplicativo:

Baixe o aplicativo do CadÚnico.

Preencha o mesmo formulário do site e verifique as informações.

3 – Telefone:

Ligue para o número 0800 707-2003. Selecione a opção 5. O horário de atendimento é das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 16h aos finais de semana e feriados.

Mesmo proporcionando benefícios, muitos brasileiros que poderiam ter acesso não fizeram a inscrição no programa. Para validar seus direitos, é necessário procurar uma unidade do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) da sua cidade. O Centro é responsável pela inserção e atualização dos dados no sistema federal.

Para estar devidamente cadastrado serão necessárias informações do segurado e do núcleo familiar. Dados como situação de moradia, profissão, renda, escolaridade, gastos mensais, entre outros, precisam ser fornecidos.

Confira os documentos necessários para o CadÚnico:

– Certidão de Nascimento;

– Certidão de Casamento;

– CPF;

– RG;

– Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);

– Carteira de Trabalho;

– Título de Eleitor.

O cadastro demora 15 dias para ser analisado pelo poder público. Depois, basta entrar em contato com o CRAS onde o registro foi realizado. Após aprovação, será fornecido o Número de Identificação Social (NIS).

Como tirar o ID Jovem?

Depois de estar inscrito no CadÚnico devidamente, o jovem precisa baixar o documento digital.

Basta baixar o aplicativo ID Jovem 2.0, disponível para quem tem Android. Do contrário, é necessário acessar o site idjovem.juventude.gov.br/. Após ser emitido, o documento tem validade de seis meses, podendo ser renovado. 

 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More