O Que é Wakeboard?

Conheça o esporte que é uma variação do Surf, sua história e algumas dicas para a pática.

0

O Que é Wakeboard? Wakeboard é uma variação do Surf. Para a prática do esporte, uma prancha semelhante a de snowboard, com botas conectadas é utilizada.

A pessoa deve ficar em pé na prancha e ao mesmo tempo segurar-se em um cabo ligado a um barco em movimento. Com isso, o barco forma ondas e assim se torna possível fazer manobras no ar.

O esporte pode ser praticado em rios, mares ou em grandes lagos.

História do Wakeboard

Por muito tempo, o esporte favorito dos frequentadores de praias foi o Surf. O primeiro Wakeboard foi desenvolvido a pelo menos 20 anos atrás, pelo norte-americano Tonu Finn, na Califórnia.

No período, chamado de “Skurfing”, consistia apenas nos surfistas sendo “rebocados” por barcos em dias de poucas ondas. O “Skurfing” chegou a ser um sucesso mundial e passou a ter suas pranchas fabricadas no Brasil por Roberto Pereira Leite.

O norte-americano Herb O’Brien e o havaiano Eric Perez criaram as primeiras pranchas de Wakeboard, que obtiveram desenvolvimento melhor que as já existentes. No Brasil, o “skufer” chegou em 1987. Já o Wakeboard, em 1990, através do atual presidente da Associação Brasileira de Wakeboard, Roberto Pereira Leite.

O esporte foi oficializado no Brasil em 1997, com a criação da fundação ABW, que hoje é responsável pela realização do circuito nacional.

Equipamentos para Wakeboard

Existem quatro equipamentos básicos para a prática de Wakeboard. Sendo estes:

  • Prancha – Atente-se ao tipo escolhido, pois uma boa prancha facilita na estabilidade para manobras e repouso;
  • Botas – que são a ligação entre o rider e a prancha;
  • Capacete – Este equipamento é imprescindível, principalmente por se tratar de um esporte radical. O capacete deve estar ajustado perfeitamente;
  • Colete – Sempre use um colete salva-vidas. Além de facilitar sua volta à superfície, facilita a localização (caso seja de cor chamativa).

Regras do Wakeboard

No próprio site da Associação Brasileira de Wakeboard possui o livro de regras para participar das competições, que vão desde segurança até cuidados com equipamentos. É importante destacar que o Wakeboarder (praticante do esporte) deve assinar um Termo de Responsabilidade assumindo reconhecer a natureza do esporte e os riscos da prática do mesmo.  Além disso, o atleta deve estar inscrito. A inscrição pode ser feita pelo próprio site da Associação.

Dicas para Wakeboard

Algumas dicas podem ser fundamentais para a prática do Wakeboard. Por exemplo:

  • Ajustar os pés – Os pés devem estar bem ajustados à prancha. Nem muito folgado ou apertado. Isso é eficaz para o equilíbrio;
  • Manter a velocidade – O piloto do barco deve acelerar com firmeza de acordo com a velocidade ideal do atleta. A velocidade deve ser constante;
  • Posicionar a prancha – Já na água, a prancha deve estar na posição vertical e o lado inferior virado para a popa, deixando um pouco mais da metade para fora da água. Os joelhos devem ser flexionados e os braços relaxados, enquanto segura a manete do cabo;
  • Deixar o barco levar – Não faça força para trás com os pés. As pernas devem ficar encolhidas e os braços esticados até que a prancha saia da água;
  • Defina qual pé por na frente – Antes de entrar na água, defina qual é ficar na frente da prancha. Esse pé deverá manter o equilíbrio;
  • Ajuste o peso – O seu peso deve estar deslocado entre a ponta dos dedos e os calcanhares, para sentir como a prancha se comporta.

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.