Home / Carreiras & Profissões / Quanto ganha um cabeleireiro?

Quanto ganha um cabeleireiro?

Confira quanto ganha um cabeleireiro o salário e a média salarial. Saiba os locais de atuação do profissional e onde fazer um curso de cabeleireiro.

Cabeleireiro

Quem é que não gosta de cuidar da beleza e desfilar sempre bonita (o) por aí? E quando o assunto é estética, o que não pode faltar são profissionais qualificados para atender a grande demanda.

Nesse quesito, os cabeleireiros entram em ação e mostram que o mercado de trabalho é muito promissor. Eles fazem cortes, escovas, aplicações de tintura, hidratações, tratamentos reconstrutores, penteados e muito mais, tudo isso para satisfazer seus clientes e garantir seu espaço nos salões de beleza.

Mas, antes de adentrar nesse segmento surge uma curiosidade: quanto ganha o profissional? O objetivo desse artigo é trazer informações diversas sobre esse campo e ainda tratar de um ponto importante e que é de interesse de muita gente: o retorno financeiro.

Afinal, quanto ganha um cabeleireiro?

Que a procura pelo profissional é grande todo mundo sabe, mas o retorno financeiro é atrativo? Na condição de iniciante, um cabeleireiro ganhar até R$ 1.600 por mês. A média salarial é mais elevada nas regiões Sul e Sudeste, sendo ela de R$ 3.500 por mês.

Um fator que influencia na remuneração é a qualificação permanente do profissional. Aqueles que querem se destacar no mercado de trabalho devem se atualizar constantemente e acompanhar as tendências que marcam cada estação do ano.

Em outro cenário, estão os cabeleireiros mais rebuscados, aqueles que atendem os artistas e socialites. O profissional ‘estrela’ pode ganhar um salário bem mais ‘gordo’, que chega até R$ 50.000 mensais. Mas é importante lembrar que esses casos são muito específicos.

Mercado de trabalho para cabeleireiros

Para você que quer atuar nesse segmento, a boa notícia é: o mercado de estética está em alta. Na verdade esse campo é muito estável, o que torna a profissão ainda mais promissora.

Segundo dados de especialistas, o Brasil entra no ranking dos países que possuem maiores consumidores de produtos de tratamento de beleza. Além das lojas de cosméticos, os clientes também procuram os salões de beleza para se manter em dia com a aparência.

Locais de atuação do profissional

De um modo geral, os cabeleireiros trabalham em salões de beleza e clínicas de estética, mas também podem ingressar nesse segmento como autônomo. Caso o profissional não tenha dinheiro para investir na estrutura do seu próprio negócio, uma opção válida é atender os clientes em casa.

Nesse caso, o rendimento financeiro vai depender da disponibilidade do profissional em executar o serviço, ou seja, de botar a ‘mão na massa’. De qualquer forma, planejar o negócio, organizar o fluxo de caixa, atualizar o estoque são fatores imprescindíveis para se tornar um empreendedor de sucesso, mesmo na condição de iniciante.

Onde Fazer um Curso de Cabeleireiro?

Para se tornar um cabeleireiro, o mais apropriado é fazer um curso técnico. Atualmente, existem diversas instituições que formam profissionais para atuar na área da beleza, sendo que a principal delas se refere ao SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial).

Lá, é possível encontrar cursos variados, que exploram desde as atividades básicas as mais complexas. Alguns exemplos de curso são: formação de cabeleireiro assistente, cortes masculinos e femininos, coloração e descoloração dos cabelos, entre outros.

A vantagem é que esses cursos geralmente incluem aulas práticas. Sendo assim, durante sua execução, os futuros profissionais tem a chance de atender os clientes no próprio salão de beleza, com a supervisão de especialistas da área.

Depois da conclusão do curso técnico, é importante se manter atualizado e apostar em especializações diversas. Nessas condições, o profissional terá mais chances de se destacar no mercado de trabalho e construir uma carreira de sucesso.